Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
26 Novembro
Pedagogia
Evento da Consciência Negra tem participação de estudantes de Pedagogia
Por Maria Santos

O evento da Consciência Negra, aconteceu no dia 21 de novembro na Unidade de Lauro de Freitas. Teve a participação das estudantes de Pedagogia, Serviço Social e Administração.  Refletiu sobre o Racismo Estrutural nas diversas esferas da vida. Professores como Deyse Luciano, Thyfani Odara e Amilton Castro abrilhantaram as discussões trazendo os marcadores sociais das diferenças: gênero, raça, classe e sexualidade. Mas também apontando o racismo religioso e a Lesbofobia. As estudantes do 6° semestre de Pedagogia  organizaram a sala, preparam músicas e poemas temáticos.

Organizar um evento com esse tipo de discussão é fundamental, principalmente no Ensino Superior. Há muitas questões que precisam ser repensadas e provocadas. Ainda há muitos alunos que não pensam fora da caixa e que não admitem algumas situações, agindo com intolerância. A academia precisa abrir espaços para todos os cursos, pois sabemos que em Pedagogia já existe possibilidades de discussões nas próprias disciplinas. Após o evento alguns alunos enviaram mensagem agradecendo a oportunidade e solicitando novos momentos de debates. Parabéns a todos os envolvidos.

Agradecimentos a Professora Deyse Luciano, Professora Marta, Professora Saionara pela parceria. 

Segue em anexo as Fotos

16 Novembro
SERVIÇO SOCIAL
Dia da Consciência Negra é celebrado com debate
Por Ana Luiza

No dia 20 de novembro, o curso de Serviço Social da UNINASSAU - Aracaju promoverá conferência e mesa redonda para fomentar reflexões e formas de conscientização acerca do Dia da Consciência Negra na contemporaneidade.
 
Programação:
Manhã: 08:00 (Sala 305)
 
Palestra: Os estereótipos raciais e a realidade negra no Brasil.
Conferencista: Msc. Israel Jairo Santos (Doutorando em Psicologia Social na UFS) 
 
 
Noite: 18:30 (Sala 205)
 
Mesa-Redonda: A cor das profissões: os estereotipos limitam você?
Mesa: Profª. Msc. Miraci Lemos (Uninassau/SE) e  Msc. Israel Jairo (UFS)
 
Durante a programação acontecerá no Hall da Uninassau a apresentação de banners sobre "Educação e relações étnicos-raciais" dos alunos do curso de Pedagogia.
Supervisão: Prof. Dr. Alessandro Araujo Mendes.
 

21 Novembro
Petrolina
UNINASSAU Petrolina celebra o Dia da Consciência Negra
Por Nielton Souza

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, a Faculdade UNINASSAU Petrolina promove um evento com apresentações culturais, roda de conversa sobre religião e venda de acarajé. A ação aconteceu nesta terça-feira (20), na própria Instituição.

O evento organizado por alunos e membros do projeto VIVA UNINASSAU. O Dia da Consciência Negra é celebrado no dia 20 de novembro em todo país. A data faz referência à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, que lutou para preservar o modo de vida dos negros escravizados no Brasil.

A diretora da unidade, Profª Anna Cristina, frisa que “o evento é mais uma forma de consolidarmos a ideia da igualdade racial, dizer não ao racismo, além do respeito às diferenças, seja de cor, etnia, cultura e outras”.

16 Março
EVENTO
Seminário apresenta debate sobre a importância da Consciência Negra
Por Barbara Alves

A Coordenação do curso de Bacharelado em Administração, estará promovendo no dia 24/03/2018, às 08h30 um evento em homenagem ao Dia da Consciência Negra.

O Seminário intitulado "A importância da Consciência Negra na Socierdade Contemporânea", contará com a participação dos palestrantes:

Prof. Amilton Castro - UNINASSAU - Sociológo e Cientista Político, Especialista em Metodologia do Esnino, Pesquisa e Extensão e Professor Universitário.

Profa. Núbia Pinto - UNEB - Cientista Social, Mestre em Estudos Etnicos e Africanos e Professora Universitária.

O Seminário busca apresentar e debater sobre o enfoque histórico da abolição do negro enquanto escravo. Apresentar dados estatísticos e análises de questões de discriminação e preconceitros existentes na sociedade.

 

24 Novembro
EVENTO
I Mesa Redonda do dia da Consciência Negra
Por Ana Almeida

Nos dias 20 e 21 de novembro, os professores de Serviço Social e Pedagogia organizaram a I Roda de conversa do Dia da Consciência Negra: Políticas Públicas para as comunidades remanscentes de quilombolas na Uninassau Aracaju.

No dia 20, ocorreu a exposição de alunos e público externo no hall do térreo da faculdade bem como apresentação de atividade cultural: Capoeira.

Nesse mesmo dia no auditório, houve a Mesa Redonda: Políticas Públicas para comunidades remanscentes de quilombolas com a participação das lideranças quilombolas do Estado de Sergipe:

* Maria Gressi Santana (Quilombo Mocambo - Aquidabã) - Tema: Políticas Públicas para a juventude quilombola.

* Edite Pereira de Souza (Quilombo Forra - Riachão do Dantas) - Tema: Políticas Públicas para as mulheres quilombolas.

* Josefa Santos de Jesus (Quilombo de Sítio Alto - Simão Dias) - Tema: Política de conservação das sementes crioulas.

* Manuel Belarminio dos Santos (Quilombo Poço Redondo) - Tema: Políticas Públicas para a cultura quilombola.

* José Wellington Fontes Nascimento (Quilombo Porto D´Areia - Estância - Organização do movimento quilombola de Sergipe.

Tivemos ainda a apresentação cultural de Dandara ("nega maluca")

No dia 21, apresentação dos trabalhos científicos apresentados pelos alunos divididos em Grupos Temáticos:

GT1 - Do Reconhecimento dos Afrodescendentes (sala: 206)

GT2 - Da garantia de justiça aos Afrodescendentes. (sala: 207)

GT3 - Do desenvolvimento dos Afrodescendentes. (sala: 210)

GT4 - Da discriminação múltipla dos Afrodescendentes. (sala: 211)

GT5 - Cultura Indígena e de povos tradicionais. (sala: 312)

 

 

 

 

 

23 Novembro
PALESTRAS
Discentes recebem palestras sobre a contribuição do negro na sociedade
Por Andre Felipe

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, a UNINASSAU promoveu na última segunda (20), uma programação que teve o objetivo de debater o papel do negro na arquitetura, artes e educação. O dia começou com uma palestra ministrada por Mariana Andrade Gomes, doutoranda do curso de literatura e cultura da UFBA, com o tema 'O papel do negro nas artes e comunicação'. " Você normalmente vai ver um negro fazendo o papel de um empregado, em novelas ou comerciais por exemplo, e é nesses meios que essa representatividade tem que mudar", disse Mariana. 
 
Ainda pela manhã, aconteceu a fase das fotos das candidatas para o concurso Beleza Negra, que terá sua final no dia 14 de Dezembro.
 
A noite, a programação continuou com mais palestras e o lançamento do livro 'A contribuição do povo Negro na formação do Brasil - Construindo as relações étnico-raciais na sala de aula', do escritor pernambucano Jorge Arruda.
 
 
 

20 Novembro
CONSCIÊNCIA NEGRA
20 de Novembro - Dia Nacional da Consciência Negra
Por Rita Silva

Em 2003 foi instituído o Dia Nacional da Consciência Negra – 20 de Novembro.

Além de ser a data histórica da morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, este dia é marcado pelas lutas vencidas do Movimento Negro Unificado, para o reconhecimento, valorização e respeito a cultura ancestral negra do Brasil.

Dia de empoderamento da população negra, de valorização da beleza, de reconhecimento de personalidades como Dandara, Ganga Zumba, como também dos trabalhos de tantos negros trazidos para o Brasil, afim de contribuir com os conhecimentos nas áreas de engenharia, agricultura, mineração, entre tantas outras que são escondidas pela visão eurocêntrica da nossa história.

Precisamos tornar o Brasil um país de todos, pois a discriminação e racismo são exemplos práticos, vivenciados pelo povo negro.

A Lei Áurea ainda traz os seus impactos para esse povo!

São muitos Zumbis e Dandaras dos Palmares espalhados pelo Brasil, suas lutas diárias devem ser extintas e suas conquistas devem ser exaltadas.

Neste dia 20 de Novembro pedimos Paz e Respeito, pois o sangue negro corre nas veias de todo o povo brasileiro.

#VivaZumbi

#VivaDandara

#20deNovembro

#DOL

14 Novembro
EVENTO
A identidade da mulher negra em foco
Por Yram Miranda

No dia 8 de novembro, as coordenações dos cursos de Psicologia e Serviço Social promoveram a mesa redonda "A identidade da mulher negra em foco", que foi mediada pela prof. Eliane Sá.

Em alusão ao mês de novembro, mês da consciência negra, a proposta da atividade foi discutir a relevância do empoderamento negro e o papel da mulher negra na sociedade. Na programação, a palestra “Discutindo gênero, etnia e raça no Brasil e Maranhão” foi trabalhada pela mestre em Políticas Públicas e militante do Movimento de Mulheres Negras no Maranhão Grace Kelly Sobral e contou-se ainda com a fala de Eleonildes Diniz, também integrante do movimento que narrou sobre sua vivência em uma comunidade quilombola e sobre a construção de sua identidade.

Para Grace Kelly, ainda existem barreiras e desafios a serem enfrentados na participação feminina na sociedade. “A mulher tem a missão de se superar a cada dia diante da família, dos estudos e da carreira. E, quando se trata de mulher negra, existe ainda mais um obstáculo a ser quebrado, que é o preconceito”, afirma.

 No encerramento, o público pode ainda participar de uma oficina de turbantes e penteados com as integrantes do Coletivo de Mulheres Negras, Eleonildes Diniz e Ivanira Diniz.

Confira as fotos na galeria.