Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
04 Dezembro
ECONOMIA
7 Dicas de planejamento financeiro para viagem
Por amanda.braga

Sabe aquele sonho de viajar, que sempre esbarra nos custos intermináveis mensais que as vezes não conseguimos controlar? Então, planejamento é importante para tudo, principalmente para realizar seus sonhos. E quando falamos de viagem e mensuramos todos os seus custos, as vezes achamos que é inalcansável, mas a coordenação do curso de Turismo em parceria com o curso de Gestão financeira produziu um conteúdo que vão te ajudar a organizar as suas finanaças para viajar mais tranquilo, sem tantos apertos e endividamentos. E para te ajudar separamos 7 dicas para organizar suas finanças pessoais e de viagens.

 

 

03 Novembro
DICAS
Dicas da "nutri" para melhorar o estudo
Por Conceição Aguiar

DICAS DA NUTRI PARA MELHORAR O ESTUDO:

Estamos nos aproximando das ultimas avaliações do semestre. Segundo nosso calendário institucional, durante os dias 01 a 07 de dezembro estaremos realizando a 2ª Avaliação semestral.

Nesse momento, muitos alunos se mostram apreensivos e ansiosos com o teste.  Tal ansiedade indiretamente atrapalhar o resultado, até mesmo, daqueles que estão com os conhecimentos atualizados para realização e estudando antecipadamente.

 Mas...não se desespere!!! Estudar não precisa ser uma tarefa difícil. Confira algumas dicas que podem ajudar a aproveitar melhor o estudo para as provas que se aproximam.

1. ESCOLHA UM LOCAL

Decida onde você vai estudar para as suas provas. Esse lugar deve ser escolhido de acordo com as suas necessidades de estudo, levando em conta as dificuldades e facilidades que você tem com a matéria. Se você sente dificuldades de concentração, por exemplo, escolha um ambiente silencioso, sem distrações como a TV, o computador ou seus familiares conversando ao seu redor. Já se você é uma pessoa que consegue se concentrar em qualquer lugar varie os ambientes de estudo para melhorar as habilidades de memória.

2. USE A BIBLIOTECA VIRTUAL DA UNINASSAU!! VÁ ALÉM DO EXPOSTO PELO PROFESSOR

Não se restrinja somente ao exposto pelo professor no momento da aula. Vá além!! Busque vídeos ( de sites confiáveis, é claro!!), leia arquivos científicos, use outros livros, além do indicado pelo professor. Uma ótima dica é usar a biblioteca virtual da UNINASSAU. Dê uma olhada no seu portal de aluno. Lá existe um ícone que lhe direciona para nossa biblioteca virtual. Nela você poderá encontrar uma enorme variedade de livros!!!!

3. FAÇA ESBOÇOS

Use cadernos de anotações ou apresentações em Power Point para fazer esboços do assunto que está sendo discutido em aula. Não se preocupe com a forma, simplesmente anote o título do capítulo, assim como os seus intertítulos, e comece a escrever as suas observações a respeito dele.

4. ENSINE O CONTEÚDO

Uma das melhores técnicas de estudo é ensinar o material que você está estudando para alguém que não esteja familiarizado com o tema. Ensinar outra pessoa garante que você crie novas conexões entre o assunto abordado, compreendendo melhor como a situação ocorre como um todo.

6. RESOLVA PROBLEMAS

Revise o conteúdo ministrado pelo professor e simule “casos clínicos”. Dessa maneira o material da prova vai parecer mais fácil e você conseguira resolver as questões com mais agilidade. Lembre-se que as avaliações da UNINASSAU, são todas contextualizadas, objetivando preparar você para concursos e testes no futuro.

7. FAÇA LISTAS DE PALAVRAS-CHAVE

Uma boa técnica de estudo é escrever uma lista com as principais palavras dos textos e aulas. Depois que a lista estiver pronta, leia o material e adicione informações importantes que se relacionem com essas palavras-chave. Essa espécie de glossário vai fazer com que você relacione rapidamente uma palavra com o contexto no qual ela está inserida. Você também pode usar essas palavras para criar fichas de estudo com todas as informações que ela representa no texto.

 

25 Setembro
FIES
Dica importante para não perder o FIES!
Por Thais Campelo

Quando se trata de coeficiente acadêmico, estamos falando de rendimento global, de média de desempenho no curso, levando em consideração as notas obtidas em todas as avaliações, de todas as disciplinas. Ter um bom coeficiente é extremamente importante em seleções para pós-graduações e oportunidades de emprego melhores, mas também para manutenção de certos benefícios, como o FINANCIAMENTO ESTUDANTIL.
 
Atenção! Aqueles alunos que são beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem ficar atentos ao aproveitamento acadêmico.
 
Segundo a legislação vigente do Ministério da Educação (MEC), cada discente deve ter rendimento de, pelo menos, 75%. Vamos lá! Foco no resultado e bons estudos! 

 

08 Agosto
Matéria
3 dicas de como se dar bem em apresentações orais
Por Onildo Ribeiro

Muitas vezes precisamos fazer apresentações orais, mas não sabemos como organizar as ideias de modo claro e objetivo. Seja por timidez, seja pela falta de prática de falar em público, fazer trabalhos que exijam essa exposição podem ser um tanto difíceis, mas não são nenhum bicho de sete cabeças. Por isso, reunimos aqui algumas dicas para você se dar bem em apresentações orais e conseguir um bom desempenho. 
 

Construa um roteiro topificado da sua apresentação 

Esqueça os textões e aposte nos tópicos. A utilização de tópicos ajudam na organização das ideias, pois criam um mapa mental de como você irá fazer a abordagem do assunto a ser apresentado. Uma coisa importante é utilizar palavras-chave, pois elas irão trazer as questões principais do tópico da sua apresentação. Se você dispuser de equipamentos tipo data-show, isso vale para seus slides, caso não, é recomendado que você utilize fichas pautadas, para ir olhando seus tópicos durante sua fala. 
 
Utilize recursos lúdicos 
 
Para uma apresentação oral de seminário acadêmico por exemplo, além da explanação verbal, é interessante que o estudante ou profissional utilize  meios que fujam um pouco da fala e possam explorar outras possibilidades, como o uso de recursos que podem ser feitos em programas específicos para apresentações. No entanto um grande erro que diversos estudantes e profissionais cometem, é utilizar textos extensos nas apresentações visuais, acreditando que isto, irá garantir que todas os pontos relevantes sejam abordados. Muitas vezes o uso de ícones, infográficos e vídeos, podem ser melhores do que explicações orais. Quando as falas são muito longas, tendem a ficar cansativas e dispersar o ouvinte. Existem plataformas gratuitas que oferecem a possibilidade de criação de apresentações de uma maneira mais dinâmica e com layouts visualmente atrativos, a exemplo  do Prezi e do Piktochart. A utilização desses recursos, ajudam a deixar tudo mais criativo, movimentado e interessante, mantendo os expectadores atraídos pelo seu conteúdo. 
 
Para ler na íntegra, clique aqui. 

19 Julho
LÍNGUA
Confira estas dicas de Português
Por Mariana Araújo

DESCOMPLICANDO O PORTUGUÊS - Por Prof. Doutor Gabriel Pereira

Costumo ouvir de muitos alunos que o português é chato porque é complicado. Que o português tem muitas regras e muitas exceções. Que o português é a língua mais difícil do mundo! Todas as línguas têm o seu grau de complexidade e não existe, até o momento, nenhuma competição mundial que tenha consagrado a Língua Portuguesa campeã nesse quesito. Se houvesse, talvez o português estivesse perdendo, já que línguas como o russo, o alemão ou o japonês apresentam características que as tornam gramaticalmente bem complexa. Mas isso fica pra um outro post.

Hoje quero falar de uma das muitas dificuldades encontradas nessa que foi chamada por Bilac de “inculta e bela”. O plural.

A regra diz que se faz o plural acrescentando-se o grafema s ao final das palavras. Assim, o plural de MÃO se faz, MÃOS. No entanto, a “coisa” começa a complicar quando o plural de PÃO é PÃES e não, como esperado, “PÃOS”. O plural de “RAZÃO” é “RAZÕES” e não “RAZÃOS”. Riobaldo, personagem de Grande Sertão: veredas, obra do mestre Guimarães Rosa, certa feita disse que “pão ou pães, é questão de opiniães”. Mas será que ele está mesmo certo?

De fato, para fazer o plural no português basta acrescentar o S! Mas o que as pessoas esquecem ou mesmo não sabem é que o português não nasceu pronto, como o conhecemos hoje. Ele veio do caso acusativo do Latim e sofreu várias mudanças ao longo dos séculos. No acusativo latino

MÃO se escrevia MANO e

MÃOS se escrevia MANOS,

Acrescentando-se o “s”, portanto. O que aconteceu foi que esse “n” entre as vogais nasalisou a vogal anterior, o “A”, dando origem à palavra MÃO. O plural de MANO, ficou, portanto, MAÕS, já que o “n” caiu. VEJA:

MANO + s = MÃOS

 E em palavras como pão?

PÃO se escrevia PANE

Como agora vocês já sabem, o “n” caiu, nasalisou a vogal anterior, o “a”, e acrescentou-se o “s”, ficando PÃES:

PANE + s = PÃES  

Finalmente, existem as palavras como “razão”, cujo plural é em “ões”. Como vocês já podem imaginar,

RAZÃO se escrevia RATIONE. Vejamos agora como ficou:

O “n” cai, nasalisa o “o”  e acrescenta-se o “s”, se tornando “RATIÕES”:

RATIONE + S = RATIÕES

Com o tempo, esse “ti” também se alterou e começou a ser falado “z”, ficando “RAZÕES.

Esta aí um mistério revelado dessa nossa língua, tão inculta (será?) e tão bela!

Até breve!

Prof. Doutor Gabriel da Cunha Pereira (Nassau – Lauro de Freitas)

05 Julho
Atividade
Dica de leitura para as férias
Por Larissa Kattiney

Queridos alunos, nesse período de férias é bem importante que vocês mantenham alguma rotina de estudos. Segue algumas sugestões de livros:

 

P1 - Anatomia do dente e da face, Antônio Carlos Madeira

P3 - Materiais Odontológicos - Phillipps

P4 - Patologia Maxilofacial - Neville

 

Bons estudos!

04 Julho
João Pessoa
Dicas para fazer um bom Currículo
Por Onildo Ribeiro

Bernardo acordou tarde numa quarta-feira. Desempregado há algumas semanas, estava usando o Facebook e deu de cara com uma matéria que prometia “10 formas criativas de fazer o seu currículo”. Entre as várias maneiras que estavam no texto, Bernardo viu um currículo em formato de barra de chocolate, um que era uma caixa de leite e outro que era mais tradicional, mas que era montado na diagonal.

Depois de tantas dicas e precisando de um emprego, Bernardo não sabe o que fazer. Ele tem que enviar um currículo na sexta para uma vaga que surgiu e não sabe se manda um tradicional ou prepara um nos moldes dos currículos “inovadores” que viu na internet. O que você faria no lugar de Bernardo? É melhor deixar o currículo mais simples ou apostar no inusitado? Apesar de Bernardo ser nossa personagem, muita gente encontra-se que nem ele, na vida real: desempregada e cheia de dúvidas sobre qual a melhor forma de construir o currículo. Para ajudar a esclarecer essa dúvida, nós te mostraremos os prós e os contras de um currículo estilo “moderninho”.

Não há uma resposta padrão, mas existem algumas coisas que devem ser levadas em consideração na hora de escolher qual o melhor tipo de currículo para você. Confira!


Considere o perfil da empresa
A primeira coisa que deve ser levada em consideração na hora de tentar inovar no currículo é o perfil da empresa que você pretende tentar uma vaga. Se a empresa tem um perfil conhecido por ser inovador e “fora da casinha”, um currículo em formato diferente talvez seja interessante para os recrutadores. Se a empresa for conhecida por sua tradição e renome no mercado, a aposta é em um currículo tradicional e objetivo.

Considere o perfil da vaga
Também é muito importante considerar o tipo de vaga que você deseja. Para vagas de publicidade e design de produtos, por exemplo, é interessante inovar porque é isso que a profissão pede todos os dias, novas ideias. Para um trabalho que pede que você seja organizado e mais tradicional não faz sentido você se apresentar enquanto pessoa que não segue padrões, justamente porque são os padrões que são valorizados em profissões mais análiticas e que trabalham diretamente com organização.

Para ler a matéria na íntegra clique aqui. 

19 Junho
MATÉRIA
Entrevista Farmacêutica": cuidados farmacêuticos em pé diabético
Por Juliana Carreiro

Doença crônica metabólica caracterizada pelo aumento da glicose no sangue, o diabetes, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde e IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), atinge 9 milhões de brasileiros, correspondendo a 6,2% da população adulta. O Ministério da Saúde oferece medicamentos de graça para tratar o diabetes.

Confira a matéria completa aqui.

12 Maio
DIA DAS MÃES
Alunos realizam ação de comemoração ao Dia das Mães
Por Lavoisiana Lacerda

Alunos dos cursos de Nutrição e Fisioterapia da Faculdade Maurício de Nassau, unidade João Pessoa, participaram, nesta última quinta feira (11), de uma Ação de Saúde no Shopping Tambiá em Comemoração ao Dia das Mães, organizada pelo Marketing da instituição. Os alunos ofereceram Avaliação Nutricional e Orientação Alimentar para as Mães que visitaram nosso estande, inclusive gestantes, que no caso destas trabalharam a alimentação direcionada para os diferentes trimestres gestacionais.

Esta ação foi uma parceria de mão dupla, onde oferecemos diferentes serviços de saúde e nossos alunos tiveram a oportunidade de colocar em prática toda a teoria de sala de aula.

Confira mais detalhes nas fotos abaixo:

 

08 Maio
MATÉRIA
12 Hábitos errados na hora de usar medicamentos
Por Juliana Carreiro

Se tomamos o medicamento de forma errada podemos reduzir a eficácia ou até mesmo agravar possíveis efeitos adversos do medicamento, sem contar na possibilidade de desenvolver outros problemas de saúde ou até mesmo morrer porque tomamos o medicamento errado.

Confira mais informações na matéria completa.

 

 

Páginas