Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
22 Junho
Arquitetura
Alunos fazem defesa de TCC e exposição de trabalhos
Por Lenira de Melo

Alunos do décimo período do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNINASSAU defenderão seus trabalhos finais de graduação nos próximos dias 26 a 30 de junho. Serão apresentados mais de 40 trabalhos com exposição prévia dos painéis. A defesas serão realizadas nas salas 202, 204 e 206, no 2º andar do Bloco B. A exposição dos painéis ficará até o início do próximo semestre, no primeiro andar do mesmo bloco.

Participam das bancas examinadoras, o orientador do aluno, um docente interno da instituição e um arquiteto ou engenheiro e docente externo.

Os alunos são acompanhados durante o semestre pelo orientador e também pela docente da disciplina, Ana Maria Maciel.”A disciplina de Trabalho de Graduação não se constitui 'simplesmente' na última disciplina a cumprir como aluno, mas uma oportunidade única para demonstrar todo conhecimento adquirido nos cinco anos de formação. Desde o momento da escolha do tema até a formatação do seu trabalho final, o aluno tem uma excelente oportunidade de valorizar o seu portifólio profissional, apresentando um cartão de visita da sua capacidade e do diferencial da sua frmação”, comenta a professora.

São entregues por parte do aluno três volumes impressos do trabalho. A coordenadora do curso, Lenira de Melo acrescentou, a partir deste semestre a solicitação e também entrega, de um painel expositivo, formato A1, com o resumo do trabalho. “O painel desperta a curiosidade e possibilita que os alunos das demais turmas tenham uma noção do que tratarão os trabalhos defendidos”, afirma.

Confira no anexo abaixo a programação das apresentações:

 

 

Anexo: 
20 Junho
Atenção
Grupos de Pesquisa do curso de Arquitetura e Urbanismo abrem inscrições
Por Jose Adenilton

Estão abertas as inscrições para os Grupos de Pesquisa no curso de Arquitetura e Urbanismo unidade Maceió/Farol.

O link abaixo te direciona ao site com todas as informações dos grupos e os procedimentos para incrição e seleção.

Não percam essa oportunidade!

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdrXYiEk6Y7BnI2a1SNCGlk4N5D8TIIyjNCUTqgyNAWRqW5lw/viewform?c=0&w=1                        

14 Junho
PALESTRA
Arquitetura e Urbanismo tem palestra sobre revestimentos para parede
Por Jose Adenilton

Os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo participaram da palestra da arquiteta Imyra Perrelli, sobre o tema "Revestimento em paredes". A convite da professora Nayane Laurentino, a arquiteta apresentou à turma sua atuação como profissional e a responsabilidade de escolher o revestimento para os ambientes que estão sendo projetados.

Na palestra foram apresentados os diversos tipos de revestimentos e suas aplicabilidade nos ambientes. O momento contou com uma dinâmica, na qual os alunos (em equipe) deveriam especificar os revestimentos que iriam adotar no ambiente escolhido pelo grupo. A participação dos alunos foi bem expressiva, os projetos foram diversos e bem dinâmicos. No fim, teve sorteios de alguns materiais (brindes) de revestimento.

Esse evento encerra as atividades acadêmicas do curso de Arquitetura e Urbanismo. Foi uma forma de reunir os alunos em volta de uma temática que permite entender o universo da profissão. 

Confira mais detalhes nas imagens abaixo:

29 Maio
Palestra
Inovações tecnológicas em instalações para água e esgoto
Por Lenira de Melo

A Empresa Tigre e os Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharias

Apresentam:

A palestra - INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS em Instalações para Água Quente, Água Fria e Esgoto.

 

Durante o evento estaremos recebendo doações para as vítimas das cidades atingidas pelas chuvas.

 

24 Maio
Prática
Estruturas Metálicas - Arquitetura e Urbanismo
Por Jose Adenilton

Após aulas teóricas vêm a pratica. Os alunos do quinto período do curso de Arquitetura e Urbanismo desenvolveram estruturas que utilizam o metal como matéria-prima. Essa experiência teve como assessoramento o Professor João Guilherme na disciplina de Tecnologia da Construção III.

A proposta era conhecer as propriedades do metal e aplicá-las na construção de uma estrutura. O principal objetivo do trabalho é aprimorar os conhecimentos dos alunos quanto a aplicabilidade do Metal, objetivo alcançado após apresentação de cada equipe.

07 Abril
Evento
II Fórum de Arquitetura e Construções Sustentáveis
Por Lenira de Melo

Atenção, alunos.

Não percam esta oportunidade.

 

29 Março
PROJETO SEMENTE DE CIÊNCIA
Alunos realizam visita técnica ao CEDEP
Por Ana Candida

Na última quinta-feira (23), das 8:00 às 11:00, os alunos de 1º semestre do Curso de Engenharia Civil da Faculdade Maurício de Nassau, unidade Pituba, acompanhados pela Profª Renaielma Queiroz Suzart, mestra em Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social e responsável pela disciplina Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade, também Coordenadora Pedagógica do Projeto Semente de Ciência da AVSI Brasil, participaram de Visita Técnica realizada no Centro Educacional Desportivo e Profissionalizante (CEDEP), localizado no bairro de Plataforma, Suburbana, Salvador (BA).

No CEDEP, atual sede do projeto supracitado, essa atividade foi dividida em cinco etapas. Na primeira etapa, os alunos conheceram a história do CEDEP e da Avsi Brasil, bem como o Projeto Semente de Ciência/ AVSI Brasil, sob a orientação do engenheiro civil Elinsmar Mendes, Coordenador Técnico do Semente de Ciência. Já na segunda etapa, houve um momento com alunos do Curso de Construção Civil/Eletricista, sob a supervisão do Prof. Cleber Oliveira, Técnico em Tecnologia da Construção Civil com ênfase em Instalações Elétricas, com observação de aula prática de Eletricista e visão geral sobre a formação do Eletricista. Na terceira etapa, um momento com alunos do Curso de Construção Civil/Pedreiro, sob a supervisão do Prof. Alfredo Muniz, Técnico em Tecnologia da Construção Civil, com observação de aula prática e visão geral sobre a formação do pedreiro.

Na quarta etapa, um momento com Karine Lima, aluna formada em Curso Técnico sobre Construção Civil/Pedreiro, jovem aprendiz, além de estudante de Arquitetura (também especialista em Edificações), que contou sua história profissional. Na quinta etapa, um momento com Técnica de Aprendizagem do Projeto Semente da Ciência, Beatriz Andrade, que apresentou a Lei de Aprendizagem (voltada para Jovens Aprendizes). E, um momento final com Danillo Holzmann, Coordenador de Projetos da AVSI BRASIL, este que deixou uma breve e muito significativa mensagem para os alunos de Engenharia Civil: "Não se esqueçam de que, por trás de cada profissional, existe uma pessoa, com sua história." .

Na Conclusão, os estudantes compreenderam a importância dos profissionais de Construção Civil, especificamente pedreiro eletricista e arquiteto, para o Engenheiro Civil e a empregabilidade.

13 Março
Recife
Alunos em visitas técnicas
Por Lenira de Melo

No último sábado, 11 de março, alunos de várias turmas do curso de Arquitetura e Urbanismo da Uninassau Recife, realizaram visitas técnicas acompanhados pelos docentes das disciplinas de Projeto de Arquitetura, Paisagismo, Planejamento Urbano e Teoria e História da Arquitetura.

Foi um sábado de muito conhecimento e diversão.

Os alunos visitaram lugares como:

Antigo Aeroclube, Rua da Aurora, Pavilhão de Óbitos e Memorial de Medicina.

 

08 Março
Parnaíba
Lina Bo Bardi: A mulher que marcou a Arquitetura brasileira
Por Thyara Soares

Materia publicada no site do CAU BR sobre a trajetória de Lina Bo Bardi.

Lina, sem mais adjetivações, é um nome que representa inspiração a arquitetas e urbanistas de vários cantos do país. Nascida italiana em 1914 e naturalizada brasileira em 1951, imergiu-se na cultura nacional e, além de arquiteta e urbanista, foi uma artista multifacetada: atuou como ilustradora, cenógrafa, designer, escritora, curadora e artista visual. Pioneira em vários desses espaços, abriu fronteiras para a participação política, intelectual e de oportunidades das mulheres no Brasil em um cenário em que o exercício da Arquitetura era quase exclusividade dos homens.

 

Em 1940, depois de se formar pela Universidade de Roma e amedrontada pela ascensão fascista na cidade, mudou-se para Milão, onde abriu o estúdio “Bo e Pagani”, em parceria com o arquiteto Carlo Pagani, e colaborou para várias revistas de arquitetura e arte. A sede do negócio sofreu um bombardeio em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. No período, inconformada com a situação política no país e no continente europeu, Lina militou contra o regime chefiado por Benito Mussolini.

 

“Aqueles que deveriam ter sido anos de sol, de azul e alegria, eu passei debaixo da terra, sob bombas e metralhadoras. Senti que o único caminho era o da objetividade e da racionalidade. Sentia que o mundo podia ser salvo, que esta era a única tarefa digna de ser vivida. Entrei na resistência, com o Partido Comunista clandestino”, afirmou a arquiteta.

 

Nessa época, Lina chefiou uma revista, mas sua atuação política custou seu emprego após o fim da guerra. Junto com seu marido, o crítico de arte Pietro Maria Bardi, ela decidiu se mudar para o Brasil em 1946 e se afastar da instabilidade da Europa.

 

No ano seguinte, Pietro foi convidado pelo jornalista, empresário e político Assis Chateaubriand para fundar e dirigir o Museu de Arte Moderna de São Paulo. Animado pela curadoria do casal na primeira exposição, Chateaubriand convidou a arquiteta para projetar a sede do MASP, que seria sua obra mais famosa. Ela própria escolheu o local, o antigo Parque Trianon, na Avenida Paulista.

A italiana não veio ao Brasil provisoriamente: tornou-se de fato brasileira e viveu aqui até sua morte, em 1992. Estudou nossa cultura popular, destacou-se personagem da vida intelectual da elite da época e participou do movimento modernista nacional.

 

Entre 1950 e 1951, teve construído seu primeiro projeto: a “Casa de Vidro”, sua residência na região do Morumbi, em São Paulo (SP). A edificação ganhou o nome pela fachada imponente de vidro, que parece flutuar sobre os pilares. Além de marco arquitetônico do modernismo brasileiro, a “Casa de Vidro” tornou-se ponto de encontro de artistas, arquitetos e intelectuais da época. Atualmente, o local serve como sede do Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, que promove e divulga, segundo sua página oficial na internet, “arquitetura, design, urbanismo e arte popular”.

Em 1958, após uma conferência na Escola de Belas Artes da Universidade da Bahia, Lina foi convidada para dirigir o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA). Assinou o projeto de restauro, revitalização e adaptação do antigo Solar do Unhão para o novo uso – um espaço vivo, que abrigaria teatro, debates, música e artes plásticas.

 

De volta a São Paulo em 1966, concluiu o projeto do Museu de Arte de São Paulo (MASP), que após sua inauguração, em 1968, tornou-se um dos marcos mais icônicos da arquitetura Brasileira.

 

Fez ainda o SESC Pompeia, inaugurado em 1982. “Entrando pela primeira vez na então abandonada Fábrica de Tambores da Pompeia, em 1976, o que me despertou curiosidade, (…) foram os galpões distribuídos racionalmente conforme os projetos ingleses do começo da industrialização europeia (…). Na segunda vez em que lá estive, num sábado, (…) (encontrei) um público alegre de crianças, mães, pais e anciãos passava de um pavilhão a outro. (…) É essa a atmosfera que quero manter aqui”, afirmou a arquiteta.

Para Archilina Bo Bardi, a arquitetura não era somente uma utopia. “No fundo, vejo a arquitetura como serviço coletivo e como poesia. Alguma coisa que nada tem a ver com arte, uma espécie de aliança entre dever e prática científica”, afirma ela no documentário “Lina Bo Bardi”, dirigido por Aurélio Michiles e lançado em 1993, um ano após sua morte. 

 

VER MATÉRIA COMPLETA NO SITE:  http://www.caubr.gov.br/lina-bo-bardi-a-mulher-que-marcou-a-arquitetura-brasileira/

06 Março
Atividades
Recepção dos alunos novatos
Por Thyara Soares

Volta as aulas e os alunos veteranos trataram de receber calorosamente aos alunos novatos.

Houve gincana, pintura de rosto e muitas risadas! Foi um momento de muita descontração e interatividade!

Páginas