Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
06 Junho
Artigo
Qual a sua desculpa por não parar de fumar?
Autor: Larissa Kattiney

Neste dia 31 de maio celebramos uma data importantíssima para a saúde pública do Brasil e do mundo, o Dia Mundial de Combate ao Tabaco. Criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para servir de alerta sobre doenças relacionadas ao tabaco e mortes que, infelizmente, poderiam ser evitadas.

Ao todo, cerca de 6 milhões de pessoas morrem por ano em todo o mundo por doenças provocadas pelo tabaco. O triste nesta história é que, segundo a ANS, 10% destas mortes são de fumantes passíveis, ou seja: pessoas que não fumam, mas frequentam ambientes ou passam muito tempo perto de pessoas que fumam frequentemente. As doenças que são ocasionadas por esses produtos e suas substâncias são gravíssimas, como: câncer, derrame, infarto e problemas pulmonares.

Para a saúde bucal não é diferente. É comprovado cientificamente que pessoas com o hábito de fumar detém uma maior chance de adquirir câncer de boca, leucoplasia e doenças periodentais, além de interferir na eficácia de tratamentos de implantes e em diversos outros. Com o vício do fumo, a pessoa naturalmente tem as defesas do seu organismo reduzidas, o que dificulta também no processo de cicatrização e na recuperação de tratamentos odontológicos como: raspagem, cirurgias periodentais e osseointegração de implantes dentários.

Outros problemas causados pelo fumo:

Gengivas e dentes escuros

O cigarro estimula a produção de melanina na área da boca causando manchas nas gengivas dos fumantes. Nos dentes, os componentes do cigarro auxiliam na formação de placa bacteriana, que inicialmente é incolor, mas se torna amarela, escurecendo os dentes.

Para ler a matéria na íntegra clique no link

Comentários