Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
09 Agosto
MATÉRIA
O que é Energia Heliotérmica?
Por Robson Barros

Energia Heliotérmica, também conhecida como Concentrating Solar Power (CSP), é o processo de uso e acúmulo do calor proveniente dos raios solares. Para que isso aconteça, espelhos são usados para refletir a luz solar e concentrá-la num único ponto, onde há um receptor. Dessa forma, grande quantidade de calor é acumulada e usada tanto para processos industriais que demandam altas temperaturas como para gerar eletricidade.

Confira a matéria completa aqui.

09 Agosto
MATÉRIA
Maior usina solar flutuante do mundo começa a gerar energia
Por Robson Barros

A China sofre há décadas com a poluição atmosférica, consequência do rápido crescimento e da dependência de carvão para energia. O país quer mudar isso rápido, construindo usinas solares a toque de caixa — e uma delas é flutuante.

Confira a matéria completa: http://energiainteligenteufjf.com/energia-2/maior-usina-solar-flutuante-do-mundo-comeca-a-gerar-energia/

28 Abril
ROBÔ
Alunos de Engenharia Elétrica desenvolvem projeto de iniciação científica
Por Robson Barros

Os discentes Igor de Azevedo, Mateus Antunes, Jhonatan Lopes e José Wesley, do 7° período de Engenharia Elétrica, orientados pelo professor Doutor André Luis, participam do desenvolvimento de um projeto de iniciação científica, que tem como objetivo desenvolver plataformas e aplicar os conhecimentos adquiridos no curso na instituição. 

O projeto, que teve inicio no dia 18 de junh de 2016, consiste na utilização de plataformas desenvolvidas pelos próprios alunos, em que a ideia é fazer um controle de acordo com as especificações, podendo ele ser um controle mais lento, mais rápido, mais seguro, dentre outras especificações desejadas. O discente Igor de Azevedo, um dos participantes do projeto de iniciação científica, detalhou: "Este é um projeto que constitui-se em um sitema onde é posicionada uma bolinha ao longo de uma canaleta móvel e ela deve ser realocada em uma posição desejada. Com isso, um sensor é posto em uma das extremidades da canaleta para a medição da distância, e por meio de um programa de computador, também desenvolvido pelo grupo, é possivel definir onde a bolinha deverá parar".

A plataforma é composta por uma ferramenta muito conhecida e utilizada para aprendizado em computadores, o Arduíno, e além de um microcontrolador existe um sensor, responsável pela medição da distância da bolinha e um motor para dar mobilidade à estrutura montada. A princípio a estrutura é simples, mas é uma ferramenta básica para o aprendizado de controle de sistemas mais sofisticados, como processos industriais (controle de temperatura, pressão, vazão, etc.), estabilidade de drones, robótica, dentre outros. 

Confira as Imagens do projeto em nossa galeria abaixo:

24 Abril
REDUÇÃO DE CUSTOS
Tomada inteligente busca reduzir custos de energia elétrica em Manaus
Por Robson Barros

Já pensou em monitorar os custos de energia elétrica dos equipamentos e eletrodomésticos em tempo real? Um projeto desenvolvido por pesquisadores amazonenses pretende ajudar os consumidores na identificação e monitoramento dos custos a partir da instalação de uma 'tomada inteligente'. O protótipo criado a partir de um projeto iniciado em novembro de 2016 pela equipe de pesquisadores do Manaus Instituto de Tecnologia (MIT) já está pronto e em fase de testes para ser comercializado no mercado.

Confira a matéria completa aqui.

 

29 Março
Evento
Alunos de Engenharia participaram do 2º Nassau Game JAM
Por Julio Viana

Alunos de Engenharia participaram do 2º Nassau Game JAM, no último dia 25 de março, com um projeto desafiador. O projeto, orientado pelos Prof. Aline Santana e Prof. Diego Passos, é voltado para a área de segurança nos processos de Contrução Civil, Distribuição de Redes Elétricas e Produção Mecânica.

A primeira versão tem planejamento para ser Apresentada no TechDay, evento de tecnologia da unidade de Lauro de Freitas que será realizado no dia 27/04, com diversas palestras direcionadas para a tecnologia e engenharia.

 

 

23 Março
Informação
Engenharia Elétrica: carreira e mercado de trabalho
Por Robson Barros

A Carreira em Engenharia Elétrica

 

Atualmente é difícil imaginarmos nossa vida sem energia elétrica. Ligar um interruptor de luz, assistir televisão, fazer uma ligação pelo celular ou guardar comida na geladeira, todas essas ações dependem do trabalho do engenheiro elétrico, ou engenheiro eletricista.

O engenheiro elétricista é responsável por planejar, construir e manter sistemas capazes de gerar, transmitir e distribuir energia elétrica. Seu objetivo é levar energia elétrica a toda a população de forma segura e com qualidade.

Ele pode atuar em diferentes áreas, como por exemplo:

  • • Construção Civil – Atua na projeção dos circuitos elétricos necessários para a construções ou reformas e define os materiais a serem utilizados. Elabora plantas de indústrias de geração de energia.
  • • Automação – Planeja e desenvolve estruturas de automação elétrica para indústrias. Faz adaptações na planta elétrica de edifícios para comportarem sistemas automatizados.
  • • Fornecimento de Energia Elétrica – Atua na criação de hidrelétricas, usinas eólicas e solares. Define o dimensionamento de turbinas e contribui em sistemas de armazenamento e redes de transmissão.
  • • Telecomunicações – Atua na construção de sistemas de telefonia e de transmissão de dados. Contribui no processo de fabricação de aparelhos de telefonia.
  • • Eletroeletrônica – Participa do desenvolvimento de sistemas e componenetes eletrônicos. Cria placas eletrônicas que garantem o funcionamento de vários equipamentos de uso doméstico ou industrial.

Para exercer a profissão, além de diploma superior em uma instituição de ensino credenciada pelo MEC, o engenheiro precisa obter um registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) de seu estado.

Mercado de trabalho para quem faz Engenharia Elétrica

 

O mercado de trabalho para engenheiros elétricistas está aquecido. Grandes obras de infraestrutura, a expansão da área de telecomunicações e investimentos em energia renovável têm contribuído para a crescente demanda por profissionais na área de Engenharia Elétrica.

Algumas das empresas que mais contratam este profissional são:

  • • Usinas
  • • Subestações
  • • Linhas de Transmissão
  • • Empresas de Telecomunicações
  • • Construtoras
  • • Indústrias que fabricam sistemas elétricos e de automação

Um engenheiro elétricista pode trabalhar em órgãos públicos (como secretarias, ministérios e instituições municipais, estaduais e federais) e também na iniciativa privada.

 

Nenhuma Engenharia constrói caráter, mas com caráter se faz os melhores engenheiros.

 

Jordan Lucas.

 

 

 

Para ler a matéria na íntegra clique aqui

 

 

14 Março
Atividade
Visita técnica a Coteminas
Por Robson Barros

No dia 03/03/2017, estudantes do curso de engenharia elétrica do 7°período, visitaram a Fábrica da Coteminas situada na cidade de Campina Grande-PB.

Foi de grande importância e aprendizado a visita técnica para os estudantes, pois de maneira agregatoria puderam visualizar na prática ensinamentos que os mesmos recebem dentro da sala de aula.

Páginas