Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
23 Maio
João Pessoa
I Mostra de patologia UNINASSAU - João Pessoa
Por Kirlene Scheyla

Nesta quarta-feira, 22 de maio foi realizado a I Mostra de Patologia organizado pelo professor Luiz Henrique. Na ocasião, os alunos do terceiro semestre apresentaram trabalhos produzidos na disciplina de Patologia, realizando uma bela exposição no hall da instituição.

13 Agosto
MEDICINA
Qual o emprego correto do termo patologia?
Por Jose Teles

Considerando as bases etimológicas do termo patologia, pode-se inferir que o mesmo tem origem grega (Pathos: doença, sofrimento; e, Logos: estudo, doutrina) e traz consigo uma definição bem distinta do usual e equivocadamente empregado, conforme veremos adiante.

Contudo, a aplicabilidade do termo deve ser feita de modo que não haja indução deturpada da sua compreensão, uma vez que é bastante comum o seu emprego como sendo sinônimo de doença.

Diferentemente do significado de patologia, doença é definida como qualquer alteração biológica do estado de saúde de um ser vivo, seja humano ou animal, apresentada por um conjunto de sinais e sintomas, que compromete total ou parcialmente o corpo, podendo ter desfecho fatal ou não, variando ainda conforme a etiologia (causa).

Assim sendo, pode-se afirmar que patologia é definida como sendo um ramo das ciências médicas que estuda a causa das doenças, os processos envolvidos em sua evolução, bem como as alterações (morfológicas e funcionais) que estas produzem em células, tecidos e órgãos, durante e após o quadro clínico. De modo complementar, vale destacar que aspectos como diagnóstico e suas formas, medidas de prevenção e conduta terapêutica das doenças, por exemplo, não constituem objeto de pesquisa da patologia.

Historicamente, o estudo da patologia é dividido conforme a seguir¹:

Patologia geral: analisa as reações básicas das células e de tecidos frente a estímulos anormais desencadeados por qualquer doença.

Patologia especial: estuda o tipo de resposta promovida por tecidos e órgãos especializados quando estes recebem estímulos mais ou menos específicos.

Patologia clínica: voltada à identificação de alterações biológicas por meio de métodos laboratoriais como forma de prestar suporte ao diagnóstico clínico.

Patologia comparada: analisa as doenças animais fazendo comparações frequentes a processos semelhantes nos humanos.

Patologia experimental: estuda a indução artificial dos processos patológicos.

Patologia cirúrgica: dedica-se a estudar amostras de tecidos ou órgãos obtidos em cirurgias na perspectiva de identificar as causas da doença em questão.

¹Os conceitos acima estão descritos de forma sintética.

Por: Andreey Teles – Médico Veterinário, Coordenador do Curso de Medicina Veterinária da Uninassau João Pessoa.

13 Julho
DOENÇA
Conheça sobre Anemia Falciforme
Por Patricia Alves

anemia falciforme é uma doença genética e hereditária, predominante em negros, mas que pode manifestar-se também nos brancos. Ela se caracteriza por uma alteração nos glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica, adquirem o aspecto de uma foice (daí o nome falciforme) e endurecem, o que dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos.

Cofira a matéria completa aqui.