Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
19 Julho
COLAÇÃO
Entrega de senhas da Colação de Grau Unificada 2017.1
Por Evellyne Figueroa

Cronograma de entrega das senhas das Colações Unificadas

Os alunos cujas colações de grau serão realizadas no dia 7 de agosto, às 20h, na UNINASSAU, a data de entrega das senhas está programada para o dia 21 de julho. São eles os discentes dos cursos de Biomedicina, Enfermagem, Educação Física, Estética, Fisioterapia, Farmácia, Nutrição, Odontologia, Psicologia e Radiologia.

Já os alunos retardatários que não fizeram a pré-inscrição pelo site, poderão de inscrever na hora da retirada das senhas, no dia 21 de julho, e de 24 a 27 do mesmo mês, de acordo com seus cursos e com a data da colação acima especificada.

Havendo sobras, senhas extras serão entregues no dia 28 e 29 de julho.

Local: Rua Jacobina, 83, Graças - Empresarial Ocktus (3ª rua a direita após o Hospital Jayme da Fonte) (Rua em frente ao empresarial Kronus) (Primeira casa de muro branco do lado esquerdo da rua) (Casa com cerca de arame farpado em cima do muro) (Fone: 3334-3357) .
 
Horário: segunda a sexta-feira das 09h às 13h e das 14h às 19h. Sábado das 09h às 13h (chegar pontualmente, pois os portões serão fechados no horário programado).

17 Julho
CRONOGRAMA
Confira os horários de aula de Odontologia
Por Carolina Pereira

Os alunos de Odontologia da Faculdade UNINASSAU já podem conferir os horários de aula referentes ao semestre 2017.2. Estão disponíveis os cronogramas dos estudantes de primeiro a quarto período. Para fazer o download do arquivo do calendário completo, basta clicar no documento presente no campo "Anexo" abaixo:

04 Julho
Oportunidade
Deseja cursar odontologia numa instituição de ponta? Venha para Nassau!
Por Renata Tannous

Venha para uma Faculdade que se preocupa com sua formação. Quadro composto exclusivamente por mestre e doutores. 

Marque um horário com a coordenação e conheça as instalações da Unidade.

Aguardamos sua visita 

20 Junho
Leitura
Perguntas e Respostas sobre a Odontologia Desportiva
Por Yuri Victor

Qual o papel de um dentista especializado em odontologia do esporte?

O papel do Cirurgião Dentista especializado em Odontologia do Esporte é realizar um trabalho preventivo com atletas, tanto profissionais como amadores, levando em consideração as particularidades fisiológicas do esporte suas regras e a modalidade praticada.

Quais são os cuidados que os esportistas devem ter com relação á saúde bucal?

Para o atleta de alto rendimento o equilíbrio e a manutenção desta homeostase do organismo é fundamental. Diferente das outras profissões o instrumento de trabalho do atleta é o seu próprio corpo, sendo assim alterações bucais podem interferir no seu dia a dia. O trabalho preventivo é fundamental para o atleta. Uma pericoronarite, uma inflamação ou infecção podem acarretar na ausência em treinamentos ou as vezes até mesmo em importantes competições. Em esportes coletivos estas ausências são suprimidas pela substituição do atleta, mas em esportes individuais isso não acontece. Imaginem que alguns atletas realização muitas vezes uma preparação de 4 anos para participar de uma única prova olímpica, e um problema bucal, não pode ser responsável por interferir na carreira dos atletas. Por isso os protocolos de atendimento na Odontologia do Esporte se difere um pouco da Odontologia convencional.

No quesito de saúde bucal, quais são os principais motivos que podem comprometer o rendimento de um atleta?

São vários os motivos que podem comprometer o rendimento de um atleta. Por isso é fundamental para o profissional da área apresentar um bom embasamento sobre fisiologia do exercício e das áreas interdisciplinares que permeiam o atleta. Por exemplo, ausências dentárias podem comprometer o processo de mastigação e trituração dos alimentos, e desta forma o resultado final do processo nutricional pode resultar em uma quantidade de energia insuficiente para realizar determinada atividade ocasionando em alguns casos fadigas precoces da musculatura esquelética. Alimentos que chegam em pedaços maiores dificultam a absorção e a transformação energética. A tão estuda síndrome do respirador bucal que muitos atletas apresentam, também podem causar alterações em atividades aeróbicas de alta intensidade diminuindo o consumo máximo de oxigênio e consequentemente o seu rendimento. Mas em atividades isso acontece? Aí retomamos a importância do estudo da fisiologia do exercício que com toda certeza é a base para um trabalho específico com atletas na Odontologia.

Quais os principais traumas bucais que esportistas têm? 

Os principais traumas são os traumas orofaciais e dentários ocasionados principalmente em esportes de contatos. A literatura com seus levantamentos epidemiológicos conseguem ainda diferenciar esses traumas de acordo com a modalidade praticada. O grande problema que esses traumas mesmo relatados na literatura muitas vezes são negligenciados por serem encarados como acidentes. Se a literatura nos diz que uma pessoa que pratica uma determinada atividade apresenta uma chance de 10% maior de sofrer uma fratura dentária por exemplo este traumatismo não pode ser encarado como acidente e pode ser prevenido, pois faz parte da própria atividade. Outros traumas que apresentam grande frequência e que passam batidos em muitos casos, são os traumatismos funcionais que ocorrem pelo simples apertamento contínuo realizados pelos esportistas durante o exercício, como é o caso dos levantadores de peso. Em outubro de 2015 o doutor Daniel Bonotto e colaboradores publicaram um estudo inédito na Dental Traumatology que obteve resultados interessantes. Nesta pesquisa a incidência de Disfunções Temporomandibulares foi 50% maior em um grupo de lutadores profissionais quando comparado a amostra de pessoas que não praticavam nenhuma atividade física.

Leia na íntegra clicando no link: http://sportsdental.com.br/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-odontologia-do-esporte/.

20 Junho
Artigo
Odontologia digital: um futuro promissor
Por Yuri Victor

A busca constante por métodos de tratamento que aliem resultados estéticos e duradouros com facilidade de execução e redução de tempo, tanto para o profissional quanto para o paciente, é sem dúvida uma característica marcante da odontologia contemporânea. O uso de tecnologias digitais está mudando todas as áreas profissionais da sociedade, e não seria diferente na odontologia. A principal inovação na área é no desenvolvimento CAD/CAM de tratamentos odontológicos nos segmentos de próteses dentárias, ortodontia e cirurgia oral.

A expressão CAD-CAM vem do inglês Computer Aided Design – Computer Aided Manufacturing, que traduzido para o português significa desenho assistido por computador – ou fabricação assistida por computador. Com base nesse sistema, as restaurações indiretas podem ser planejadas e criadas com auxílio do computador, eliminando o caráter artesanal desse processo que antes era realizado exclusivamente por um técnico em prótese dental. Portanto, o CAD-CAM representa a junção de conhecimentos de informática e engenharia com as necessidades da clínica odontológica: a imagem de uma restauração indireta é deslocada para um computador e em seguida sua confecção é feita por uma máquina de fresagem, atuando como uma espécie de impressora 3D.

A odontologia digital está presente em diversos segmentos da odontologia, desde as áreas de gestão administrativa, comunicação e marketing até educação continuada, pesquisa e desenvolvimento, diagnóstico por imagens, planejamento e execução de tratamentos nas áreas de estética bucal, prótese dentária, ortodontia e cirurgia oral.

De acordo com Claudio Pinheiro Fernandes, professor adjunto e coordenador do Núcleo de Odontologia Sustentável do Instituto de Saúde de Nova Friburgo da UFF (Universidade Federal Fluminense) e membro do Comitê de Assessoramento da Agência de Inovação AGIR/UFF, as tecnologias digitais oferecem aos pacientes diversos benefícios, como maior controle de agendas, que aumenta a eficácia no retorno de atendimento e redução de exposição aos raios-X nos exames radiológicos, visto que os sensores digitais são mais sensíveis que os analógicos. “Nota-se também o aumento do controle de qualidade na produção de próteses dentárias. Entretanto, alguns desafios ainda merecem cautela, como os riscos de manipulação de dados e imagens clínicas, bem como a produção indevida de componentes de implantes por sistemas de CAD-CAM, sem atender às devidas exigências regulatórias ou mesmo às normas técnicas existentes ou às boas práticas de fabricação”, destacou.

Produtividade x custo

Tecnologias digitais podem aumentar consideravelmente a produtividade clínica, reduzir o desperdício e otimizar a rotina dos profissionais. Tais fatores atuam para melhorar o resultado econômico de um empreendimento de saúde tanto público quanto privado. “Existem custos elevados para conversão das rotinas convencionais para digitais, como o de equipamentos, de treinamento de funcionários e da própria capacitação da equipe técnica odontológica”, disse o professor. Segundo ele, a falta de soluções de financiamento de baixo custo e as reduzidas oportunidades de incentivo ainda tornam os custos de entrada expressivos: “Assim como aconteceu em outros mercados, as tecnologias digitais oferecem ao profissional aumento na produtividade e na qualidade dos tratamentos, além de garantir maior controle sobre a administração do consultório”, frisou.

Leia na íntegra clicando no link http://cimes.org.br/?noticias=congresso-enfatizou-a-odontologia-digital-como-oportunidade-para-inovacao-no-mercado-brasileiro.

 

14 Junho
PROVAS
Fique atento ao calendário de reposição de provas de Odontologia
Por Yuri Victor

Os alunos dos terceiro e quarto períodos do curso de Odontologia da Faculdade Maurício de Nassau já podem conferir o calendário de reposição (segunda chamada) de provas. Para fazer o download do documento, basta baixar o arquivo presente no campo "Anexo" abaixo:

01 Junho
Saúde Coletiva
Aluna de Odontologia cria cartilha de educação em saúde bucal
Por Yuri Victor

A aluna do terceiro período de Odontologia da FMNJP, Rosicler S. Cruz Bezerra, produziu uma cartilha educativa de educação em saúde bucal para crianças, dentro do modelo proposto na disciplina de Saúde Coletiva. O modelo é bem prático e já está pronto para impressão e ser replicado nas diversas ações sociais do curso. Aproveitem!

A coordenação de Odontologia e todos os professores parabenizam a iniciativa da aluna.

01 Junho
Evento
Alunos de Odontologia participam da Ação Global
Por Yuri Victor

No último sábado (27/05), alguns alunos de Odontologia da FMNJP participaram como parceiros voluntários da Ação Global 2017, com o tema de qualidade de vida para toda a família. Na proposta de atendimento os alunos realizaram mais de 100 atendimentos de exames clínicos preventivos e profilaxias. O público foi bem variado contando com pacientes de todas as faixas etárias. O sentimento de dever cumprido e gratidão foi o mais lembrado pelos próprios alunos.

 

 

31 Maio
AÇÃO SOCIAL
Alunos da Nassau participaram de ação global
Por Carolina Pereira

No sábado (27) a Faculdade Maurício de Nassau, unidade Aliança, participou da Ação Global que acontece no Parque da Cidadania em Teresina, das 8h às 17h. O evento é nacional, ocorre em 27 cidades brasileiras e no Distrito Federal, simultaneamente, oferecendo serviços gratuitos de qualidade de vida e  prevenção à saúde.

23 Maio
Dicas
Primeiros passos para montar um consultório odontológico
Por Yuri Victor

Para ajudar um pouco os dentistas que desejam montar seu consultório odontológico resolvemos postar aqui algumas dicas que são importantes na hora de realizar esse sonho. É preciso, antes de tudo, planejar o empreendimento, pois seu consultório é uma empresa (jamais esqueça isso)!

01: Local

Inicie fazendo um levantamento socioeconômico do local onde pretende instalar seu consultório. Normalmente, para bairros com menor poder aquisitivo, ser clínico-geral será o suficiente, enquanto que em áreas onde o poder aquisitivo é maior e onde as pessoas possuem um grau elevado de conscientização, trabalhar com dentistas especialistas acredito que seja necessário. Entretanto isso não é uma regra. O SEBRAE faz um trabalho bem interessante sobre o perfil e localidades ideais para seu tipo de negócio (www.sebrae.com.br).

Observação: Tenha consciência dos gastos caso o espaço físico do consultório será próprio ou alugado.

02: Equipamentos Odontológicos básicos para o consultório

Cadeira odontológica;
Bomba a vácuo;
Autoclave;
Seladora;
Fotopolimerizador;
Compressor;
Kit alta e baixa rotação (Acredito que ter um kit reserva seja interessante para evitar imprevistos);
Raio X + Colete de Chumbo;
Câmara Escura;
Negatoscópio.

Enfatizando que isso é apenas o básico do consultório, você ainda vai gastar em móveis planejados e outras peças fundamentais que aumentam significativamente o valor total (sofá, escrivaninha, computador, impressora, ar condicionado, pias, torneiras, encanamento - parte hidráulica e até com objetos de decoração etc). Além de todos os materiais de consumo (IRM; Ionômero de vidro; Resinas - A1, A2, A3 (...); Pasta de polimento resinasTiras de poliéster etc). Uma dica é sempre optar pelas Dentais Online. Lá você encontrará os melhores preços e ainda com parcelas acessíveis  além de comprar na comodidade de casa. (www.dentalspeedgraph.com.br)

Observação: Os preços dos equipamentos básicos variam muito em relação a marca e modelo.

03: Procedimentos para legalizar o novo consultório

1) Ir à prefeitura de sua cidade para fazer o registro de autônomo, mediante pagamento de taxa, são necessários à apresentação do R.G, CPF, IPTU do local onde funcionará o consultório;

2) Fazer a inscrição no INSS, para ter o número que será utilizado para pagamento mensal;

3) Alvará de Funcionamento da Vigilância Sanitária Municipal;

4) Alvará de Funcionamento emitido pelo Corpo de Bombeiros;

5) Inscrição em uma empresa coletora de resíduos;

6) Laudo radiométrico, caso fizer uso de aparelho de Raios X.

Observação: É sempre importante consultar o Conselho Regional de Odontologia da sua cidade para mais detalhes específicos de sua região. Na época que montei também esclareci algumas dúvidas em um escritório de contabilidade experiente. E Caso tenha algum colega de profissão que tenha acabado de montar um consultório ele também poderá te ajudar nessa empreitada.

04: Algumas dicas importantes

1- As empresas de equipamentos odontológicos costumam realizar descontos de seus produtos em grandes congressos (principalmente o CIOSP). Mantenha-se informado e não perca essa oportunidade;

2 - Decida qual será seu público alvo para então montar seu consultório. Para que seja adequado financeiramente e esteticamente de acordo com a sua clientela;

3 - Normalmente leva-se de três a cinco anos (de acordo com pesquisas) para se ter um bom fluxo de pacientes no consultório. Portanto, tenha paciência. Tente iniciar com algum convênio odontológico. O valor que eles repassam é baixo, mas para iniciar sua carteira de pacientes, acredito que seja útil;

4 - Invista nas redes sociais com Marketing Digital. Facebook é uma boa estratégia para os dias de hoje pois abrange todas as idades e classes sociais. Atualmente essas mídias possuem a opção de patrocinar e sua propaganda que poderá ser impulsionada para milhares de pessoas da sua região (lembrando sempre que a Odontologia tem seu código de ética).

Abrir um consultório é tarefa que exige muito planejamento e preparação para que você possa ser bem-sucedido. É preciso pensar em questões como planejamento de investimentos, escolha de localização e regulamentação completa da documentação. Tudo isso, inclusive, exige um espírito empreendedor, proativo, autônomo e responsável. A estrada é longa e esses são somente os primeiros passos para a realização de um sonho. Bom trabalho e boa sorte!

Páginas