Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
09 Maio
EVENTO
Mostra Campus acontece nos dias 17 e 18 de maio
Por Yram Miranda

Para auxiliar os futuros universitários na escolha profissional, a Faculdade UNINASSAU São Luís promove mais uma edição da Mostra Campus, nos dias 17 e 18 deste mês.

O evento acontece das 8h às 17h, e tem o intuito de exibir particularidades das profissões e das áreas de atuação aos estudantes de ensino médio, bem como oferecer instruções sobre perspectivas de carreiras, testes de orientação vocacional, atividades lúdicas e educativas. A iniciativa é de extrema importância para os estudantes que estão perto de um grande desafio.

Serão montados estandes para atender um público de mais de 2.000 jovens e adolescentes de escolas de São Luís e região. Durante o evento, os participantes, além da visitação aos estantes, terão a oportunidade de realizar testes de orientação vocacional, aplicados por alunos do curso de Psicologia do 5º período. 

Os cursos de graduação estarão expostos sob a supervisão de professores e monitores dos respectivos cursos.

Informamos, assim, que nesses dias, não haverá aula. Os professores foram orientados a realizarem atividades de reposição do conteúdo. Mais informações em https://www.uninassau.edu.br/noticias/mostra-campus-orienta-mais-de-tres-mil-estudantes-do-ensino-medio-sobre-profissoes

Confira na galeria as fotos da edição anterior!

 

02 Maio
REUNIÃO
Curso de Farmácia realiza reunião para estágio 2018.2
Por raquel.porto

O curso de Farmácia- unidade Recife já tem data marcada para a reunião referente ao estágio 2018.2. Confira acessando o link "em anexo".

 

02 Maio
AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL
Avaliação Institucional 2018.1 fica disponível dia 7 de maio
Por Ana Carolina

A avaliação institucional tem como pressuposto a avaliação formativa que proporciona informações acerca do desenvolvimento de um processo de ensino, com a finalidade de reorientar a prática pedagógica dos educadores.
 
A avaliação institucional, que é um processo permanente, tem como principal função inventariar, harmonizar, tranquilizar, apoiar, orientar, reforçar e corrigir os aspectos avaliados. Ela é incorporada no ato do ensino e integrada na ação de formação, caracterizando-se como um importante instrumento de melhoria da qualidade do ensino na medida em que permite a identificação de problemas. O educador é informado sobre o desenvolvimento da aprendizagem e o educando sobre os seus sucessos e suas dificuldades.
 
Assim, a avaliação institucional possibilita a reestruturação do processo educacional e a introdução de mudanças na Instituição. Este procedimento colabora com a reestruturação das atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão da Instituição, visando a melhorias em cada um desses pilares fundamentais.
 
Como conhecimento produzido por meio da prática de análise ou investigação institucional, o processo avaliativo visa à obtenção de informações relevantes, tendo como ponto de referência a identidade institucional, seus valores e sua cultura. Ela possibilita delinear as características primordiais que regulam a Instituição, visando ao seu constante aperfeiçoamento. Ela contribui efetivamente como suporte a um processo ético, educativo e contínuo de mudanças. A avaliação está, portanto, vinculada à qualidade, podendo possibilitar que a comunidade acadêmica desenvolva uma cultura de avaliação.
 
A execução desse plano de avaliação envolve, assim, a permanente sistematização dos procedimentos adotados, a deliberação de um cronograma de ações a serem desenvolvidas e a elaboração de relatórios periódicos que representem o conjunto das relações e práticas do cotidiano dos atores envolvidos no processo avaliativo, redefinindo estratégias com vistas ao constante aperfeiçoamento da Instituição.
 
Considerando-se que uma avaliação bem sucedida passa principalmente por um diálogo no âmbito interno da própria Instituição, a condução de tais processos deve corresponder às expectativas dos atores que constituem o meio acadêmico.
 
De 07 a 25 de maio de 2018 estará disponível no Portal Acadêmico, no ícone "Avaliações" o questiuonário de Avaliação institucional. Aos alunos que responderem o questionário, ganharão três horas de atividade complementar.

02 Fevereiro
CALENDÁRIO ACADÊMICO
Volta às aulas
Por Carla Pequeno

Prezados Alunos,

As aulas para os alunos veteranos iniciarão nesta terça, 6 de fevereiro.

Para os calouros, o início será dia 20 de fevereiro.

Sejam todos bem-vindos!!!

Não se esqueçam de conferir os seus horários e confirmar se está tudo certo com a matrícula de vocês.

Estou trabalhando para que tudo ocorra bem neste semestre e conto com a colaboração de todos!

Caso precisem conversar comigo, irei disponibilizar o horário para agendar o atendimento.

Aceito sugestões de temas para postar aqui no Blog que será uma de nossas ferramentas de comunicação.

Um grande abraço e sucesso para todos nós!

01 Agosto
VOLTA ÀS AULAS
Data de início das aulas do curso de Direito da unidade Teresina
Por Roberta Marques

Comunicamos que o início das aulas se dará da seguinte forma:

* 08 de agosto para os alunos veteranos (2º ao 10º blocos);

* 10 de agosto para os calouros (1º bloco).

05 Julho
Atenção
Alteração de data de prova - P1
Por Larissa Kattiney

Atenção alunos do P1! A prova colegiada da disciplina de Comunicação e Expressão (EAD) que seria realizada no dia 10/07/2017, passa a ser realizada de forma antecipada no dia 07/07/2017.

18 Abril
HISTÓRIA
Dia Nacional do Livro Infantil foi criado para homenagear Monteiro Lobato
Por Luna Mercia

O Dia Nacional do Livro Infantil

Cristiane Sousa de Assis

O besouro zumbiu e o aerogrillo disparou como um raio pelos ares afora. Subiram, subiram, subiram tão alto que a terra de lá parecia uma laranja. Atravessaram nuvens, chegaram muito pertinho da lua, que a menina teve o gosto de tocar com a pontinha do dedo. E só desceram quando o sol vinha raiando. (LOBATO, 1982, p. 37).

Oficializado a partir da Lei nº 10.402, de 8 de janeiro 2002, o Dia Nacional do Livro Infantilfoi escolhidopara ser comemorado no dia 18 de abril por ser a data do nascimento de Monteiro Lobato,umdos mais importantes escritores da literatura infantil brasileira.

Em suas narrativas, Monteiro Lobato constrói um cenário repleto de referências da nossa natureza, cultura, costumes e crenças. O nacionalismo do Reino das Águas Claras é ressaltado pelos tipos de pássaros a exemplo do sabiá, viuvinha, rouxinol, patativa, coleirinha e tangará.  O sítio da Dona Benta é caracterizado de maneira mais ampla, como o assanhamento da Narizinho, as peraltices da boneca Emília, as aventuras do Pedrinho, as guloseimas da Tia Nastácia... as jabuticabeiras do pomar... o ribeirão... uma porta para o mundo maravilhoso da Literatura Infantil.

Visto que, Monteiro Lobato assim com outros escritores utilizam a linguagem escrita que é um sistema de representação da realidade e de mediação do sujeito com seu ambiente.  Desde cedo, a criança utiliza para se comunicar e a sua relação com o mundo contribuirá para atribuir sentido ao escrito. Sabemos que o leitor não nasce pronto, tampouco o fato de saber ler não garante o prazer na leitura, nem transforma o indivíduo em um leitor assíduo. Destinada ao incentivo e conscientização da importância desde gênero literário à formação de novos leitores, a literatura infantil também é uma poderosa ferramenta de aprendizado, não apenas a nível de conhecimentos, mas aos valores culturais, humanos, sociais, morais e éticos de uma sociedade.

Assim, cabe a escola criar um ambiente que ative e conecte o conhecimento prévio como estratégia para o aprendizado da leitura, despertando o interesse e a curiosidade pela literatura infantil. Para que isso se desenvolva, nada melhor do que começar desde cedo a explorar esse vasto universo literário cheio de magia e encantamento, auxiliando as criançasem suas habilidades de pensar e refletir, sobretudo em atribuir sentidos e significados ao texto.