Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
09 Março
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
PARTICIPAÇÃO NA PALESTRA EM HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Por Arykoerne Lima

Nesta quarta, DIa Internacional da Mulher, a data foi homenageada na instituição com uma palestra acerca dos temas que envolvem este dia.

Parabéns a todos os alunos que participaram da palestra!

08 Março
João Pessoa
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Por Iana Silva

"Mulher obra divina, 
que a ela foi incumbido a missão de ser mãe,
agraciada com o dom de gerar vidas, 
que tem a exata noção do que significa a palavra " Amor"
Mulher...
delicada, sensível, carinhosa,
esposa, romântica, amiga, 
sorri quando quer dialogar,
Mulher...
Heroína, corajosa, ousada,
guerreira quando o sol nasce,
princesa quando a noite chega,
Mulher...
companheira, verdadeira, amorosa,
tira a dor e introduz o amor,
arranca pedras e planta flores,
mulher...
mesmo quando esta fraca não desiste dos seus sonhos,
mesmo fragilizada é forte,
não há um dia especifico para ti,
todos os dias você é especial."

Inacio Andre

08 Março
Homenagem às Mulheres
Dia Internacional da Mulher
Por Fabiana Viegas

Mulher é grandeza. É distinção. Mulher é ímpar. É sedução. Ser mulher é fazer parte de uma história de luta e de conquista, uma história rica em personagens que gritam a verdade do íntimo de cada um de nós. Não há mulher maior do que qualquer uma, tal como não existe algum ser maior que qualquer mulher. Se há justiça no mundo, ela se deve a todas as mulheres que do nada construíram o tudo.

O coração das mulheres é diferente de qualquer outro que habita no interior de todos os seres. E é por isso que hoje conhecemos a parte positiva do mundo, tal como ele é. Em relação à parte negativa, ela está ainda em construção, mas podemos ter certeza de uma coisa: o mundo vai ficar ainda melhor. Porque as mulheres são a janela para a bondade. Elas são palavra. Elas são canção. 

A mulher é vida. Ela dá vida. Ninguém espelha tanto a esperança quanto a mulher. Ninguém. A gente deveria ajoelhar todas as noites, agradecendo a Deus a dádiva que Ele nos deu: a mulher. Não há algo que brilhe mais em nosso planeta do que as mulheres. Não há algo que respire mais amor, mais verdade. A mulher é singular sob todos os pontos de vista.

Obrigado, mulheres, por serem tão especiais!

 

08 Março
João Pessoa
AÇÃO EM COMEMORAÇÃO AO DIA DA MULHER NO MUNICÍPIO DE GURINHEM
Por Diego Ribeiro

O Curso de Nutrição da Unidade João Pessoa, em parceria com os Cursos de Gastronomia e Estética, participaram hoje do evento intitulado de "Mulheres em Ação em parceria com a Nassau". Este evento foi promovido pela Prefeitura local e nós fizemos uma mesa cuja temática foi: Alimento Saudável e Funcional.

Os alunos envolvidos puderam trabalhar a Educação Nutricional com a população, ofertanto orientações nutricionais sobre a importância do consumo destes alimentos, especialmente para a melhoria da qualidade de vida e prevenção das doenças crônicas não transmissíveis.

08 Março
João Pessoa
08 de Março. Dia Internacional da Mulher.
Por Kirlene Scheyla

Feliz dia da Mulher, Mulher ENFERMEIRA!

Parabéns a todas mulheres Enfermeiras e futuras enfermeiras da Faculdade Maurício de Nassau.

A imagem pode conter: 23 pessoas, pessoas sorrindo

08 Março
Teresina
Dia 08 de Março - Dia Internacional da Mulher
Por Ana Carolina

O dia 08 de Março é uma data de muita luta e história!

As comemorações desse dia e semana estão mundialmente vinculadas às reivindicações femininas por melhores condições de trabalho, por uma vida mais digna e sociedades mais justas e igualitárias. Essa luta é antiga e contou com a força de inúmeras mulheres que nos vários momentos da história da humanidade resistiram ao machismo e à discriminação. É a partir da Revolução Francesa, em 1789, que as mulherers passam a atuar na sociedade de forma mais significativa, reivindicando a melhoria das condições de vida e trabalho, a participação política, o fim da prostituição, o acesso à instrução e a igualdade de direitos entre os sexos. Desde então, até hoje a história se deslancha em lutas, busca por direitos e igualdade de gênero. Essas ações nunca pararão e a área do Serviço Social tem um papel muito importante na busca dessas conquistas e no avanço do feminismo, além de ajudar no empoderamento de milhares de mulheres estudantes e profissionais do Serviço Social!

Por isso, a semana do dia 8 de março em todo o mundo é muito importante e necessária! O curso de Serviço Social da Faculdade Maurício de Nassau-Aliança reconhece todas as mulheres por serem seres humanos incríveis. Saudamos ainda com mais aplausos e reverências as mulheres que transformam nossa sociedade através do serviço social.

Nosso Parabéns e agradecimentos a todas as nossas alunas e professoras!

Mulher, continue na luta! O mundo é seu!

08 Março
Palestra
Palestra em comemoração ao Dia Internacional da Mulher
Por Jonathas Pereira

Em comemoração ao Dia Internacional daMmulher, o Núcleo de Prática Jurídica-NPJ promoveu palestras para os alunos do curso de Direito.

O evento ocorreu às 14 horas no Bloco B, da faculdade e os participantes foram brindados com as excelentes falas das advogadas Dra. Elieuda Dias Matos e a Dra. Christina Medeiros.

Registramos, publicamente, nossos agradecimentos à disponibilidade das palestrantes.

 

08 Março
Manaus
Neste 8 de Março, a Enfermagem vai à luta
Por Osmarina Alves

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a Enfermagem vai à luta. A desigualdade de gênero afeta particularmente a profissão, predominantemente feminina, com 84,6% de mulheres. Na pauta dos movimentos, além das bandeiras históricas, como a luta pelo fim da violência contra a mulher e a igualdade salarial, a resistência à Reforma da Previdência também ganha destaque em todo o Brasil.

Neste mês de março, conversamos com as deputadas estaduais Enfermeira Rejane (PC do B – RJ) e Goretti Reis (PMDB – SE) sobre representatividade política, dupla jornada e, claro, a regulamentação da jornada em 30h semanais.

A Enfermagem está cansada. Segundo dados da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil (Cofen/Fiocruz), 66% relatam desgaste profissional. A regulamentação da jornada beneficiaria especialmente as mulheres, que cumprem duplas e, às vezes, triplas jornadas entre a casa e os trabalhos. As mulheres brasileiras dedicam, em média, 26,6 horas semanais dedicadas aos serviços de casa, enquanto os homens gastam 10,5 horas, conforme dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Representatividade importa – As mulheres são mais da metade do eleitorado (51,7%), mas ocupam apenas 9% dos assentos na Câmara dos Deputados e 13% no Senado. No ranking que avalia a participação política feminina em 190 países, preparado pela União Interparlamentar em 2016, o Brasil ocupa 153º lugar, atrás de nações como Afeganistão. Os números brasileiros são ainda inferiores aos da média do Oriente Médio, com uma taxa de participação feminina de 16%.

A sub-representação no Poder Legislativo se mantém mesmo depois da aprovação da Lei 9.100, que determina percentuais mínimos de candidaturas femininas.”A igualdade de gênero na política ainda é um sonho distante no Brasil e os mecanismos desenvolvidos pelo poder público para efetivar essa igualdade não tem ofertado os resultados desejados”, afirma a deputada Goretti Reis (PMDB), lembrando que a própria lei de cotas , mesmo depois de reformas, não pune de forma contundente os partidos que não respeitam a porcentagem mínima de mulheres nas chapas eleitorais

Para deputada Enfermeira Rejane (PC do B – RJ), “a Lei Eleitoral representou um avanço, mas são necessárias mudanças estruturais”. “Nós, mulheres, não podemos ser apenas uma composição para a nominata. Temos de ter cota e financiamento de campanha específicos. A reforma política é essencial para permitir a igualdade de acesso das mulheres à liderança e à participação na governança. O que garantiria legislações em prol dos direitos sexuais, reprodutivos, cultura, mídia, direito à terra e moradia, saúde e trabalho, entre outras”, afirmou a deputada, em entrevista ao Portal Cofen.

Jornada de trabalho – O PL 2295/00, que fixa em 30 horas semanais a jornada de trabalho da Enfermagem, aguarda votação na Câmara dos Deputados desde 2009, a despeito da mobilização dos conselhos, entidades de classe e profissionais. O descaso com o projeto, mais pedido do Disque-Câmara em 2015, é fruto desta subrepresentação política da Enfermagem. “Precisamos estar unidos para essa conquista”, afirma Goretti Reis.

No Rio de Janeiro, legislação estadual assegura a jornada de 30h para os profissionais de Enfermagem do setor público, mas Rejane avalia que houve um recuo. “[A luta pelas 30h] está desarticulada em conseqüência da atual situação do País e no Rio de Janeiro. Não há clima político e as lutas dos trabalhadores não são prioridade para os atuais governantes”, afirmou. Para a deputada, “o fato de não haver mulheres compondo postos-chaves no atual governo enfraquece a luta contra o desmonte das políticas públicas e pela igualdade de gênero”.

Reforma da Previdência – As mulheres são mais prejudicadas que os homens pela Reforma da Previdência, proposta pelo governo Temer. A proposta prevê idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e mulheres, desconsiderando a diferença na jornada doméstica, que muitas vezes implica interrupção temporária do trabalho assalariado pela mulheres. A Reforma Previdenciária aumenta, ainda, de 15 para 25 anos, o tempo mínimo de contribuição para aposentadoria por idade, o que ameaça principalmente a aposentadoria das trabalhadoras de baixa renda.

FONTE: http://www.cofen.gov.br/neste-8-de-marco-a-enfermagem-vai-a-luta_49732.html

08 Março
João Pessoa
DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Por Thalita Christina

"EU SOU AQUELA MULHER QUE FEZ A ESCALADA DA MONTANHA DA VIDA REMOVENDO PEDRAS E PLANTANDO FLORES" (CORA CORALINA)

Essa frase reflete o esforço das nossas alunas no dia a dia, onde divide a função de mãe, esposa, estudante e profissional.

FELIZ DIA DA MULHER À TODAS FUTURAS ENGENHEIRAS.

08 Março
Salvador
I Semana das Mulheres acontece em Salvador
Por Luciana Brito

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) Milton Santos, da Faculdade Maurício de Nassau, unidade Pituba, realiza a I Semana das Mulheres. O evento acontecerá no auditório da faculdade, nos dias 8, 9 e 10 de março, das 18h às 22h.

Na ocasião, os participantes vão contar com uma série de debates e mesas de discussão sobre temas como: A Cultura Feminista transformando a Universidade e Sociedade; Saúde da mulher; Movimento estudantil, Violência contra a mulher; e A luta das mulheres no campo das exatas. “Nosso objetivo é debater quais os desafios e dificuldades que as mulheres ainda encontram na sociedade”, explica Matheus Anibal, vice-presidente do DCE, Milton Santos.

A diretora da unidade, Karina Benfica, enfatiza a importância de atividades como essa. "Mais uma vez a Nassau cumpre com seu papel realizando ações de responsabilidade social e, neste momento, vamos discutir o papel da mulher na sociedade para que políticas públicas sejam aplicadas com mais eficiência", explica.

O evento é gratuito e não precisa de inscrição. A Faculdade Maurício de Nassau fica localizada na Rua dos Maçons, n° 364, bairro Pituba (próximo a 16ª Delegacia de Polícia).
 

Confira a programação completa:

08/03 – 18h as 22h (Auditório)

1º - Mesa de Abertura:
A Cultura Feminista transformado a Universidade e a Sociedade.
Participantes: Diretora Karina (Nassau), Bruna Rocha (Diretora de Mulheres da UNE) e Olívia Santana (SPM).

2º - Rodas de conversa:
Saúde das mulheres: Medicalização, equipamentos e novas concepções.

Facilitadoras: Eliziane Rosa (Psicoterapeuta), Joanna Paroli (Enfermeira e Militante da Marcha Mundial das Mulheres) e Luana Silva (Estudante de Nutrição e Diretora de Mulheres DCE UNEB).

3º O Protagonismo das Mulheres no Movimento Estudantil.
Facilitadoras: Lara Amorim (UEB), Amanda Pitta (UEB) e Raíssa Calmon (DCE FTC).
 

09/03 - 18h às 22h (Auditório)
Rodas de conversa: 
1. Violências contra a mulheres: Não é o mundo que queremos!

 Facilitadoras: Tamara Terso (SEPROMI) e Mariana Jorge (UEB)

2. Resistência: A luta das mulheres no campo das exatas.

10/03 – 18h às 22h (Térreo)
Cultural Feminista
1. Feira de empreendedorismo feminista.

Fonte: http://www.uninassau.edu.br/noticias/i-semana-das-mulheres-acontece-em-salvador

Páginas