Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
25 Setembro
PEDAGOGIA
Discentes participam de debate sobre Educação Popular
Autor: Igor Santos

No último dia 18, das 9h às 11h, a unidade Quintino realizou a palestra “Educação Popular para ambientes escolares e não escolares”. Os palestrantes são pesquisadores do NEP, Núcleo de educação Popular Paulo Freire da UEPA-  Universidade do Estado do Pará. O evento é gratuito, com inscrições prévias pelo site .
A Educação Popular é um movimento que surge a partir da necessidade de uma educação pensada e articulada não apenas no espaço escolar, mas fora dele também, como em hospitais, locais de acolhimentos de idosos e demais instituições. Por isso é uma disciplina que integra a grade curricular do curso de Pedagogia.  
Segundo a mestra em Educação, Milene Leal, durante a palestra serão abordados alguns aspectos da Educação Popular , partindo da perspectiva do teórico Paulo Freire, “somos integrantes do Núcleo de Educação Popular Paulo Freire, grupo atuante em Belém, o qual agrega as mais diversas linhas de pesquisa, a exemplo da educação Popular . Vamos trazer ao público relatos de experiência sobre a educação Popular  em hospitais, em escolas públicas e em instituições de longa permanência para idosos” antecipa a professora.
A Coordenadora do curso, Gissele Vasconcelos ressalta que é um momento para que o futuro pedagogo amplie o seu olhar sobre a sua profissão, “os alunos vão compreender que a Educação Popular  pode levá-los para ambientes escolares e não escolares, já que é uma educação pensada para as ‘camadas oprimidas’, ‘camadas marginalizadas’, segundo Paulo Freire. Ou seja, o nosso campo de atuação varia bastante, o nosso aluno pode ser a pessoa hospitalizada, o idoso que está em um lar de acolhimento, entre outros”, explica a professora.

Galeria: 
ALUNOS REALIZANDO DINÂMICA

Comentários