Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
13 Abril
VISITA TÉCNICA
Alunos aprendem sobre Geologia em visita ao Museu Geológico da Bahia
Por Jéssica Carvalho

Engenharia Civil da Faculdade Maurício de Nassau, unidade Pituba.

Localizado na Avenida Sete de Setembro, no Corredor da Vitória, em Salvador, o Museu dispõe de um dos maiores acervos de rochas, minerais, pedras preciosas e fósseis da Bahia. São mais de de 20 mil peças, distribuídas nas seguintes exposições temáticas: Meteoritos, Universo/Sistema Solar, Minerais, Rochas, Recursos Minerais, Minerais e Rochas Industriais, Artesanato Mineral, Garimpo, Minerais Radioativos, Energia dos Cristais, Gemas, Petróleo,  Otto Billian, Rochas Ornamentais e Fósseis.

Para os alunos do 1º semestre, na disciplina Introdução à Engenharia, a experiência é de análise e reflexão acerca da importância da Geologia na área da Engenharia Civil. Já para os alunos do 5º semestre, na disciplina Fundamentos de Geologia, é de aprofundamento dos estudos realizados na I unidade. As disciplinas são ministradas pelo Prof. Ms. Hugo Meijon Môreda Neto.

Confira detalhes da visita nas imagens, na galeria abaixo:

10 Abril
VISITA TÉCNICA
Estudantes visitam Fabrica da Fiat em PE
Por Onildo Ribeiro

Os alunos de Administração realizaram uma visita técnica, no dia 27 de março de 2017,  à Fábrica da Fiat, localizada em Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. A visita foi planejada com o objetivo de levar ao conhecimento dos alunos como funciona uma empresa do ramo de fabricação e concessionária de veículos terrestres.

De acordo com as informações presentes em sites da internet e informações coletadas durante a visita técnica, a Fábrica da Fiat iniciou sua operação em abriu de 2015, fabricando veículos da marca Jeep. A perspectiva é que a fábrica gere 9 mil empregos diretos e indiretos. De acordo com Coutinho (2015), essa é a primeira unidade fabril inaugurada depois da fusão global entre a italiana Fiat e a americana Chrysler, concluída em 2014, dando origem à FCA (Fiat Chrysler Automobiles). 

Ademais, além de construir a fábrica também foi construído o parque de fornecedores com 16 empresas dentro do complexo. Esse fator permite que o carro produzido nesse parque tecnológico chegue as consequências de todo o país com um índice de nacionalização dos componentes de mais de 70%.

Neste sentido, a presente visita teve os seguintes objetivos:

Objetivo Geral:

Realizar a visita técnica a Fábrica da Fiat da cidade de Goiana, com o intuito de conhecer suas políticas de recursos humanos e ações desenvolvidas pela empresa no tocante à gestão de pessoas, logística, segurança do trabalho, marketing e produção.

Objetivos específicos:

- Levar os alunos do curso de administração para conhecerem, na prática, o funcionamento dos processos de gestão de pessoas, logística, segurança do trabalho, produção;

- Verificar como funcionam os processos de gestão de pessoas, logística, produção da empresa;

- Fazer a integração teórico-prático dos conteúdos abordados em sala de aula.

Desse modo, a visita técnica teve o propósito de levar aos alunos do curso de administração conhecimentos sobre a empresa visitada, assim como adquirirem experiências que os possam favorecer nos futuros processos seletivos e atividades a serem desenvolvidas.

Sinopse dos trabalhos

A presente visita técnica foi previamente planejada junto com os alunos das turmas do 6NA, do 7NA e do 8NA, de maneira a verificar a melhor data, assim como os assuntos de interesses dos alunos a serem relatados na visita técnica. Neste sentido, assim que foi possível a confirmação das datas junto a empresa, foi possível repassar para os alunos e, assim, combinar a forma de deslocamento dos mesmos.

Diante do que foi proposto, a saída dos alunos foi às 6h30 da Faculdade Maurício de Nassau e o deslocamento para a referida empresa. Após a chegada na empresa, os estudantes foram recepcionados pelo responsável do setor de comunicação, em que inicialmente apresentou, juntamente com mais dois funcionários, a parte administrativa e como funciona no geral. Logo depois, foram direcionados para o espaço da fabrica da Fiat, em que os alunos foram acompanhados por profissionais da empresa, que se disponibilizaram a apresentar o processo produtivo, mostrando a tecnologia utilizada, o funcionamento das máquinas, o modo de produção, a preocupação da segurança do trabalho e a saúde do trabalhador, assim como a logística de funcionamento dos processos, passando pelos setores de produção, de soldagem, de planejamento de produção, a montagem e a visualização do produto acabado após a realização da pintura.

Logo após conhecer todo o processo produtivo da empresa, os alunos e professores foram levados para a sala de treinamento, em que, pós realizadas todas as apresentações, foi passado o vídeo institucional das empresa, assim como outras informações importantes sobre seu funcionamento, os produtos que são comercializados e os serviços desenvolvidos. Ademais, foram apresentadas informações a respeito da área de operações e logística da Fábrica da Fiat, e sua forma de atuação no mercado junto aos clientes do seu segmento e qual o diferencial da empresa em relação aos demais concorrentes. Também foi apresentando como diferencial competitivo a qualidade dos produtos e serviços oferecidos, assim como a vasta competência técnica dos profissionais envolvidos em todas as atividades desenvolvidas pela fábrica.

A questão da competência técnica dos profissionais da empresa se deve ao fato de que os funcionários recebem treinamentos específicos desde o momento que entram na companhia, principalmente os operários que trabalham diretamente com o processo produtivo. Neste aspecto, a empresa incentiva por meio de cursos e treinamentos, sejam eles virtuais ou presenciais para que os funcionários estejam sempre atualizados em termos de novos conhecimentos necessários para realizarem as atividades.

No que diz respeito às oportunidades de empregos que a empresa tra,z é constatado que há 5,3 mil pessoas trabalhando na nova planta e no parque de fornecedores, sendo 78% pernambucanos e 82% nordestinos. De acordo com as expectativas, pretende-se, até o final do ano, que o volume chegue a 3,3 mil pessoas empregadas na fábrica, 4,9 mil no parque de fornecedores e 850 em serviços gerais. Além de gerar empregos, a fábrica ainda mobiliza a economia local e nacional, tendo em vista a compra de materiais para que sejam utilizados na fabricação dos produtos da indústria, pois para fabricar o carro Renegate mais de 70% de componentes são nacionais, desses 40% vem de fornecedores do entorno da fábrica.

Finalmente, foi aberto aos alunos para que pudessem tirar suas dúvidas sobre os assuntos mencionados, assim como puderem conhecer como aplicar os conhecimentos adquiridos em sala de aula nas empresas nas quais eles trabalham ou podem vir a trabalhar. Outro ponto positivo foi a informação de que um dos requisitos para ser contratado para a empresa é que a pessoa precisa ter o conhecimento da língua inglesa, saber falar e ler, pois boa parte dos processos são descritos em inglês e muitos funcionários também são de outros países.

Dessa forma foi possível constatar que a visita técnica foi bastante positiva e que trouxe conhecimentos e oportunidades variadas para os alunos que estiveram presentes, assim como a perspectivas de novos trabalhados e novas visitas a referida empresa e a outras, sempre com o foco no aprendizado dos alunos.

07 Abril
Visita técnica
Alunos fazem visita a empreendimento em aula guiada
Por Dimas Melo

Alunos do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia da Faculdade Maurício de Nassau - Manaus, realizaram na última sexta-feira, (07), uma visita técnica na Adega do Emporium Roma - Manaus.

A visita teve como objetivo identificar os mais variados tipos de vinhos, combinações e serviços de mesa com o foco na preparação para mercado de trabalho.

De acordo com o Sommelier Pedro Missioneiro, palestrante e guia na visita, a atividade ofereceu aos alunos a oportunidade de conhecer o funcionamento do empreendimento em plena atividade sendo possivel observar os mais diversos tipos de vinho e dinâmica organizacional do local, além de pontuar alguns conceitos já abordados pela professora da disciplina, Milene Mota, em sala de aula. 

Confira um pouco deste momento em nossa Galeria.

 

 

05 Abril
APRENDIZADO
Alunos realizam visita técnica na Usina Olho D'água
Por Thalita Christina

Alunos do 5º período de Engenharia de Produção realizaram visita técnica na Usina Olho D'água, em companhia das professoras Paola e Alline.

Na ocasião os discentes puderam analisar os conhecimentos das disciplinas de Gestão da Qualidade e Estatística Aplicada utilizados pela empresa.

 

 

05 Abril
Atividade
Visita técnica ao Porto de Cabedelo
Por Thalita Christina

Alunos de Engenharia de Produção, em companhia das professoras Alline Thamyres e Emanoela Toscano, realizaram visita ao PORTO DE CABEDELO, como objetivo de conhecer a logística realizada pela empresa, bem como a forma de gerenciamento realizada pelos gestores.

Este tipo de atividade é de suma importância por levar o aluno a identificar os conhecimentos adiquiridos em sala de aula, e além disto, faz com que os discentes ampliem os conhecimentos.

05 Abril
MOVIMENTO SOCIAL
Estudantes farão visita técnica a acampamento e assentamento do MST
Por Ana Almeida

A profª Dra. Maria Ediluzia e os discentes de Serviço Social farão uma visita técnica em um Acampamento e um Assentamento do MST, no Município de Itaporanga D’Ajuda no dia 8 de abril de 2017. 

A visita técnica será uma atividade acadêmica visando analisar os conceitos teórico-metodológicos e expressar o diálogo produzido em sala de aula com o público alvo. Com uma prática inicialmente  da observação, o discente vai entrelaçar com o conteúdo programático e dissertar através de um relatório técnico o que foi vivenciado. Para este caso têm-se construções empíricas e vivenciadas. O público alvo será os trabalhadores rurais inseridos no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST e as políticas públicas.

O Movimento foi fundado no período histórico de enfrentamento ao regime militar e de luta pela democracia. É resultado de lutas que já ocorriam no campo de forma fragmentada, com a ajuda de religiosos que integravam a Teologia da Libertação foi formalmente organizando como um movimento nacional de luta pela terra em janeiro de 1984, no Primeiro Encontro Nacional de Trabalhadores Sem Terra, em Cascavel, no estado do Paraná, posteriormente reafirmado, no I Congresso Nacional realizado em Curitiba, em 1985.

Atualmente, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, se destaca como um dos movimentos sociais de luta pela terra  mais expressivo na América Latina e do mundo. De acordo com a Prof ª Dra. Maria  Edilúzia Leopoldino Santos (2009), o MST inovou ao  estruturar um projeto político de mudança da sociedade, resgatar estratégias políticas, usar uma gestão de coordenadores eleitos pelo trabalhadores e o fortalecimento da identidade dos trabalhadores através da mística.

As ações serão realizadas visando diferenciar a categoria espacialização que ocorre com a instalação dos acampamentos, da categoria territotialização, que acontece com a emissão de posse com instalação dos assentamentos. Durante as visitas também serão realizadas roda de Conversas com a participação dos trabalhadores.   A metodologia participativa ocorrerá ao incentivar o discente a opinar sobre o tema.

Serão convidados trabalhadores rurais para dar depoimentos sobre a sua participação no cotidiano do acampamento ou do assentamento e o setor de educação e de projetos sociais para apresentar um breve relato sobre os projetos que estão sendo executados no Movimento.

A programação encontra-se no campo "Anexo" abaixo.

04 Abril
VISITA TÉCNICA
Alunos aprendem sobre sustentabilidade em visita técnica
Por Onildo Ribeiro

Os alunos do Curso de Administração da FMN realizaram visita técnica a gráfica JB no dia 22 de março para presenciar as práticas de sustentabilidade empresarial aplicadas na empresa.

Na oportunidade conheceram o processo de produção limpo, a gestão de sobras, resíduos e descarte, o uso de matéria-prima certificada pela FSC Brasil na produção das peças promocionais dos clientes, implantação da ISO 14001, a gestão da água consumida pela planta industrial e a preocupação com a destinação dos líquidos contaminantes, gestão de energia e a compra no mercado livre.

Não ficou de fora a preocupação da empresa com a sustentabilidade social, onde os colaboradores tem acesso a diversos serviços de saúde, odontológico, alimentação, programa de cargo, carreira e salário, cursos de aperfeiçoamento, treinamento, qualidade de vida no trabalho (QVT).

Todas essas ações constam no balanço social publicado anualmente pela gráfica JB.  

Confiram como foi a visita técnica em nossa Galeria.

01 Abril
APRENDIZADO NA PRÁTICA
Alunos fazem visita técnica ao Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso
Por Raquel Leal

Nos dias 30 de março a 1º de abril, alunos dos 5°ao 8° períodos de das engenharias Civil, Mecânica e Elétrica realizaram uma visita técnica ao Complexo Hidrelétrico da cidade de Paulo Afonso, na Bahia.

Os alunos tiveram acompanhamento dos professores Danielle Freire, Daniela Passos, Cristiane Rodrigues, Juliana de Figueiredo e Marcel Wallace, de engenheiros da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), e por um guia do local.

Confira as imagens abaixo com detalhes da visita:

 

30 Março
João Pessoa
Visita técnica à OAB/PB
Por Jonathas Pereira

Na última quarta-feira (29), os alunos dos Estágios Supervisionados participaram de uma visita técnica à Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba.

Sob a supervisão do Núcleo de Prática Jurídica - NPJ, conheceram todos os setores da OAB/PB, participando, inclusive, da solenidade de entrega das Carteiras da Ordem para os advogados novos, recém inscritos na Casa.

Visistas como essas são importantíssimas, pois, além de várias outras experiências proporcionadas, possibilitam aos alunos uma maior proximidade com a Ordem dos Advogados.

Confira como foi a visita na nossa Galeria.

28 Março
VISITA TÉCNICA
Alunos de Fisioterapia realizam visita à Maternidade Marli Sarney
Por Vania Alice

A gestação é um período de muitas transformações físicas e emocionais para a mulher e, durante esse momento gestacional, uma das maiores preocupações da mãe é com o bom desenvolvimento do bebê. Esse, entretanto, não deve ser o único cuidado a ser tomado, pois o corpo da gestante também merece uma atenção especial. Leia a matéria na íntegra aqui.

Na visita à maternidade Marly Sarney sob a supervisão da professora e fisioterapeuta Jacqueline Maranhão, foram feitas orientações às gestantes quanto ao fortalecimento do assoalho pélvico antes durante e após o parto. Foi falado a respeito de como se preparar fisicamente para uma gravidez, os tipos de atividades fisícas que podem ser realizadas durante a gestação, como pilates e hidroterapia, bem como sua importância. 

Confira em nossa Galeria como foi a visita.

Páginas