Faculdade Maurício de Nassau UNINASSAU | Ser Educacional
17 Janeiro
Capacitação Gratuita
CAPACITA 2017.1
Por Fabiana Viegas

O Capacita continua com sucesso total de público. Durante todo o mês de janeiro os cursos continuarão sendo ofertados gratuitamente, acesse: extensao.uninassau.edu.br, inscreva-se e participe. 

Horários pela manhã, entre 8:00 e 11:30, e noite, entre 18:30 e 22:00. 

"O Projeto Capacita tem como finalidade ofertar à sociedade cursos de capacitação gratuita gerando uma oportunidade única de incluir jovens e adultos a agregar conhecimentos e aprendizados necessários a formação profissional e pessoal."

Nassau e Você Juntos para Vencer!!!

 

 

16 Janeiro
Informações de Curso
BLOG DE CURSO
Por Fabiana Viegas

Os cursos da Faculdade Maurício de Nassau FMN Manaus estão vínculados aos BLOGs da Uninassau, um canal de comunicação diferenciado com informações diárias sobre tudo que você precisa saber sobra nossa Faculdade e também o que acontece e acontecerá de importante.

Acesse: blogs.uninassau.edu.br e tenha acesso ao mais completo cronograma de atividades acadêmicas que só a Nassau tem.

Nassau e Você Juntos para Vencer!!!

 

16 Janeiro
Rematrícula Obrigatória
Renovação de Matrícula
Por Fabiana Viegas

Desde sábado passado, dia 14.01.2017. está aberto o processo de Renovação de Matrícula para o semestre 2017.1. e se estenderá até o dia 29.01.2017. O Processo é bem simples acesse: www.mauriciodenassau.edu.br/ utilize seu login e senha, clique no ícone de rematrícula e siga a passo a passo. Em menos de 1 minuto, você estará rematriculado contribuindo assim para um período acadêmico mais direcionado e um desenvolvimento didático mais equilibrado. Em anexo, o Passo a Passo.

Aqueles que tiverem dificuldades e ou problemas compareçam, URGENTE, ao CRA da Unidade Manaus para orientações e soluções dentro do prazo. 

Contatos:  administracao.manaus@mauriciodenassau.edu.br/  e ou pelos telefones: (92) 3236-3960 / (92) 99117-8759 (whatsApp)

Não Percam o Prazo!!!! 

 

12 Janeiro
Manaus
CAPACITA 2017.1
Por Camila Rocha

Durante o mês de Janeiro a Faculdade Maurício de Nassau, unidade Manaus, promoverá o Projeto Capacita. A iniciativa é uma ação de Responsabilidade Social visando colaborar com a sociedade oferecendo capacitação gratuita em diversas áreas.

Os interessados deverão acessar o site: extensao.uninassau.edu.br escolher o curso e participar obtendo horas complementares e agregando conhecimento.

O Projeto funcionará nos períodos matutinos entre 8:30 e 11:30 e noturno entre 18:30 e 22:00 com participação de todos os cursos da Faculdade.

Sede da Faculdade na Avendia Djalma Batista, n.º 377, Chapada e informações adicionais pelo (92) 3236-3960.

11 Janeiro
Semestre 2017.1
Confira como realizar sua rematrícula
Por Estephania Lima

A partir deste sábado (14), começa o período de Renovação de Matrícula. Os estudantes poderão fazê-lo o dia 29 de janeiro. Para realizar a renovação, basta acessar o o site da Faculdade, acessar o sistema, utilizando login e senha, e clicar no item "Rematrícula". É só seguir o passo a passo que em menos de um minuto o estudante estará rematriculado do semestre 2017.1.

 

11 Janeiro
Rematrícula
Renovação de Matrícula
Por Fabiana Viegas

A partir deste sábado, dia 14.01.2017. começa o período de renovação da matrícula para todos os cursos. Fiquem atentos aos prazos, é imprescindível que todos se rematriculem dentro deste período.

O Processo é bem simples, acesse: www.mauriciodenassau.edu.br/, utilize seu login e senha, clique na ícone rematrícula e siga o passo a passo. Em menos de 1 minuto, repito em menos de 1 minuto, você estará rematriculado, contribuindo assim para um período acadêmico mais direcionado e um desenvolvimento didático mais equilibrado.

Aqueles que tiverem dificuldades e ou problemas, compareçam ao CRA da Unidade para orientações e soluções. Segue, em anexo, o Calendário Oficial para 2017.1.

Nassau e Você Juntos para Vencer!!!

10 Janeiro
CAPACITA
CAPACITA 2017.1
Por Fabiana Viegas

Durante todo o mês de janeiro, a Faculdade Maurício de Nassau está realizando o Projeto Capacita, que visa qualificar a população por meio de cursos gratuitos. Passando por várias áreas de atuação, o projeto oferece mais de mil vagas distribuídas 30 cursos em diversas áreas.

Toda a programação é gratuita e a inscrição pode ser feita entrando em contato diretamente com a faculdade onde o curso está sendo ofertado. Ou pelo site.

Veja a Programação na seção intitulada "Anexos" logo abaixo.

 

 

09 Janeiro
Projeto de Capacitação Gratuita
CAPACITA 2017.1
Por Fabiana Viegas

Nosso Proejto de Capacitação Gratuita - Capacita está em pleno desenvolvimento durante todo o mês de Janeiro com palestras e cursos gratuitos obejtivando melhoria contínua das competências e habilidades dos participantes.

O projeto tem como finalidade ofertar à sociedade cursos de capacitação gratuita gerando uma oportunidade única de incluir jovens e adultos a agregar conhecimentos e aprendizados necessários a formação profissional e pessoal.

Os interessados deverão comparecer a unidade situada à Avenida Djalma Batista, n.º 377, Chapada. Funcionará nos períodos matutinos, entre 8:30 e 11:30, e noturno, entre 18:30 e 22:00, com participação de todos os cursos da Faculdade.

Aproveitem para agregar conhecimentos gratuitamente. Oportunidades que só a Faculdade Maurício de Nassau oferece!!!

04 Janeiro
Feminismo
Curso do Capacita promove debate sobre questões de gênero
Por Adriana Assim

O Curso de Serviço Social da Faculdade Mauricio de Nassau, promove no dia 26 de janeiro, às 18h, a palestra: "Reflexões e análises critica sobre as relações de gênero". O Objetivo do curso é promover uma reflexão critica entre os estudantes do curso de Serviço social, com intuito de capacitá-los para trabalhar com essa demanda. 

A palavra “gênero” começa a ser utilizada nos anos 1980 do século XX, pelas feministas americanas e inglesas, para explicar a desigualdade entre homens e mulheres concretizada em discriminação e opressão das mulheres. Nessa época, as investigações sobre a condição social delas já apontavam uma forte desigualdade entre homens e mulheres, que tendia a aumentar conforme a classe social, raça, etnia e outras condições de vida. A desigualdade abarcava a esfera pública e privada. Na primeira, era visível nos salários menores do que o dos homens em serviços iguais e na pequena participação política. Na esfera privada, se evidenciava pela dupla moral sexual e na delegação de papéis domésticos.

A desigualdade era e ainda é justificada, por setores conservadores religiosos, científicos e políticos, pela diferença biológica entre homens e mulheres. Muitos crêem que as diferenças sociais são essenciais, naturais e inevitáveis.

O sexo é uma categoria biológica insuficiente para explicar os papéis sociais atribuídos ao homem e à mulher. “Gênero” veio como uma categoria de análise das ciências sociais para questionar a suposta essencialidade da diferença dos sexos, a ideia de que mulheres são passivas, emocionais e frágeis; homens são ativos, racionais e fortes. Na perspectiva de gênero, essas características são produto de uma situação histórico-cultural e política; as diferenças são produto de uma construção social. Portanto, não existe naturalmente o gênero masculino e feminino.
Gênero é uma categoria relacional do feminino e do masculino. Considera as diferenças biológicas entre os sexos, reconhece a desigualdade, mas não admite como justificativa para a violência, para a exclusão e para a desigualdade de oportunidades no trabalho, na educação e na política. É um modo de pensar que viabiliza a mudança nas relações sociais e, por conseqüência, nas relações de poder. É um instrumento para entender as relações sociais e, particularmente, as relações sociais entre mulheres e homens.

Gênero tem a ver com feminismo, mas não é igual a mulher ou a feminismo. As relações de gênero podem ser estudadas a partir da identidade feminina e masculina. Gênero significa relações entre homens e mulheres. Uma análise de gênero pode se limitar a descrever essas relações. O feminismo vai além ao mostrar que essas relações são de poder e que produzem injustiça.

A expressão gênero vem, paulatinamente, se incorporando nos instrumentos normativos internacionais e na legislação dos países. No Brasil, foi introduzida na Convenção de Belém do Pará (Decreto n. 1.973, de 01/08/1996), para esclarecer o conceito de violência contra a mulher como qualquer ato ou conduta baseada no gênero. Não há definição de gênero, mas do contexto se infere o conceito de relação de poder. Aparece também no Estatuto de Roma (Decreto n. 4.388, de 25/09/2002), com um significado mais restrito.

O Tribunal Penal Internacional, criado pelo Estatuto de Roma, incorpora (a) uma definição de gênero, (b) o princípio da não-discriminação baseada em gênero, (c) normas de procedimento e prova, proteção e participação em relação a vítimas e testemunhas de crimes de violência sexual, e (d) criminaliza em nível internacional a violência sexual e de gênero.

O primeiro ponto notável é a introdução do conceito gênero em um instrumento legal internacional. De acordo com o art. 7º, item 3, “entende-se que o termo “gênero” abrange os sexos masculino e feminino, dentro do contexto da sociedade, não lhe devendo ser atribuído qualquer outro significado”. É uma redação fruto de negociação intensa com o Vaticano e os países islâmicos, que reduzem o gênero a uma questão biológica. A expressão “dentro do contexto da sociedade” dá-lhe a perspectiva cultural necessária, embora de forma imprecisa e insuficiente.

Com a criação, no Brasil, da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, em 2003, fortaleceu-se a perspectiva de gênero em todas as políticas públicas.
O conceito de gênero segue em construção. A identidade sexual, antes dicotômica (masculino-feminino), ampliou-se para abranger homossexuais, lésbicas, transexuais, travestis etc., que não se identificam como homens ou mulheres. Hoje se sabe que o suposto sexo biológico e a identidade subjetiva nem sempre coincidem.

Uma das versões mais atuais do conceito de gênero, de Marta Lamas, alude a uma rede de inter-relações e interações sociais que se constroem a partir da divisão simbólica dos sexos. Lamas nega qualquer base biológica e mesmo cultural à noção de gênero. A seu ver, é uma lógica de pensamento, emoções e representação da subjetividade íntima das pessoas.

04 Janeiro
Celebração
Curso de Odontologia de Pituba comemora primeiro ano
Por Eduardo Martinez

O curso de Odontologia da unidade Pituba da Faculdade Maurício de Nassau está completando um ano. Nesse período foram realizadas diversas atividades que apontam o comprometimento da instituição com um curso de qualidade.

Ainda no primeiro semestre do curso foi realizada uma semana de integração dos alunos com o fazer do cirurgião-dentista. Os alunos participaram de palestras como radiologia odontológica, mercado de trabalho e o papel do cirurgião-dentista na saúde pública. 

No segundo semestre, os alunos participaram de dois grandes eventos, o "Enfim formados: conhecendo as especialidades do CROBA" e a "I jornada Odontológica". Os aestudantes tiveram contato com grandes nomes da Odontologia, que apresentaram as 23 especialidades, assim como foram debatidas tematicas como: câncer bucal, aplicação de técnicas de radiografia para o diagnóstico, fraturas maxilo-mandibulares, cuidados com pacientes especiais e idosos, dentre outros. 

Páginas